Batman – O Cavaleiro das Trevas # 3

Por Diego Figueira
Data: 29 abril, 2005

Por Diego Figueira e Zé Oliboni

Batman - O Cavaleiro das Trevas # 3Editora: Abril – Minissérie em quatro edições mensais

Autores: Frank Miller (roteiro e arte), Klaus Janson (arte-final) e Lynn Varley (cores)

Preço: Cz$ 18,00 (preço da época)

Número de páginas: 48

Data de lançamento: Maio de 1987

Sinopse

Caça ao Morcego – A nova comissária dá voz de prisão ao Batman, enquanto o Superman, a mando do presidente dos Estados Unidos, tem uma conversinha com o Morcego.

De quebra, o Cavaleiro das Trevas enfrenta o Coringa.

Positivo/Negativo

Todos se voltam contra o Batman. A nova comissária Yindel, que assume com a aposentadoria de Gordon, decreta o Morcego como um criminoso a ser capturado e Clark Kent vem trazer o ultimato do presidente até Bruce.

O diálogo entre os dois heróis nem é tão interessante, mas cena retratando Clark como um cavaleiro imponente, cercado de borboletas e flores marca o forte contraste entre os personagens. Além disso, pode-se observar uma águia, símbolo dos Estados Unidos, passando ao fundo.

Miller aproveita a presença do Superman para inserir nos seus pensamentos o que aconteceu com os outros super-heróis, que há muito estão fora de combate.

Para provar a idéia discutida na edição anterior, de que o Morcego gerava violência, ocorre a volta do Coringa, libertado pelo Dr Volper por estar “são”. O vilão aparece em um talk-show de TV, no qual mata toda a platéia com seu gás do riso.

O objetivo principal desse retorno é mostrar que sem o Batman como nêmesis, o Coringa não precisa cometer crimes; mas com a volta do Morcego, ele quer chamar a atenção do herói. Os dois têm seu combate final no túnel do amor, onde após uma violenta luta, o Cavaleiro das Trevas, bastante ferido, quebra o pescoço do Coringa, que em seguida se mata sorrindo. Bem ao seu estilo.

Um ponto fortíssimo nesta história é o tom violento. Toda a brutalidade condensada nesta série para dar um contraste à trama, foi tomada posteriormente pelos artistas como uma regra, e não uma exceção.

Na arte, destaque para o retorno do uniforme original do Batman e para os poucos painéis que formam cenas de impacto abrindo a narrativa tensa e dando o tom épico da história.

Classificação

5,0

• Outros artigos escritos por

.

.

.