Como eu realmente… – Passeios pelo lado meio esquisito da nossa imaginação

Por Audaci Junior
Data: 5 setembro, 2014

Como eu realmente... – Passeios pelo lado meio esquisito da nossa imaginaçãoEditora: Nemo – Edição especial

Autora: Fernanda Nia (roteiro e arte).

Preço: R$ 29,90

Número de páginas: 80

Data de lançamento: Julho de 2014

Sinopse

Niazinha é uma garota apaixonada por bolinhos e “fofurinhas”, que desenvolveu uma imaginação exagerada para compensar todas as situações constrangedoras ou socialmente estranhas pelas quais passa.

Positivo/Negativo

Nos tempos de internet, o blog chegou a substituir o “querido diário” de antigamente. Fernanda Nia foi mais além e colocou sua experiência como quadrinhista para registrar as frustações, devaneios, doces e tudo mais que seu cotidiano (e imaginação) poderia permitir.

O resultado veio primeiro na web, no site homônimo. Assim como Bear, de Bianca Pinheiro, as reflexões da Niazinha foram parar no meio físico pela Nemo.

Com tiras inéditas e outras já publicadas na internet, a coletânea tem uma estrutura na qual a autora geralmente apresenta como a situação colocada deveria ser, seguida de como realmente acontece no seu dia a dia.

São temas que vão desde as expectativas com as amizades, a superproteção materna, como surgem suas ideias para as tiras, suas gafes e procrastinações, gostos, a relação submissa com seu animal de estimação, a Srta. Garrinhas, ou simplesmente extravasar sua imaginação na garupa de um unicórnio alado.

Tudo isso sempre acompanhado de comentários em rodapé que funcionam como complemento ou reforço para o que é colocado na dicotomia das tiras. Mas, em alguns acasos, acabam “explicando as piadas”.

O leitor pode se identificar com trivialidades que são captadas pelo faro de Fernanda Nia ou até achar desinteressantes ou bobas demais as suas colocações.

Nos seus pontos altos, a autora chega a brincar com os estilos artísticos para “sair da rotina” ou transmitir impressões incongruentes e anseios indefinidos. A tira que mostra como os pássaros – que têm a capacidade de voar – insistem em atravessar ruas andando demostra sua sensibilidade de “cronista gráfica”.

Assim como Bear no mundo virtual, algumas tiras foram feitas com gif animado no site, mas isso não tira o efeito da ideia ou atrapalha a piada.

Não espere nada subversivo ou carregado de crítica social, como é característica da maioria das tiras por aí. Como eu realmente… é assumidamente light, com uma sincera pegada teen, em que o problema maior é não ter grana para comprar roupas da moda ou aquele motorista de ônibus que te ignora no ponto.

Isso não quer dizer que é um “clube da Luluzinha”. Independentemente do sexo do leitor, o álbum diverte por explorar esse mundo cheio de leveza e despretensão.

Classificação

3,0

• Outros artigos escritos por

.