Future Quest # 1

Por Samir Naliato
Data: 20 maio, 2016

Future Quest # 1Editora: DC Comics – revista mensal

Autores: Jeff Parker (roteiro), Evan Shaner e Steve Rude (arte) e Jordie Bellaire (cores).

Preço: US$ 3.99

Número de páginas: 40

Data de lançamento: Maio de 2016

Sinopse

Estranhos vórtices surgem periodicamente em vários pontos do planeta, causando um desequilíbrio na camada espaço-tempo. O fenômeno é estudo pelo Dr. Benton Quest que, junto com Jonny, Hadji e Roger Bannon tentam descobrir suas origens.

Mas não são só eles que querem descobrir a fonte de tamanho poder, e o resultado desses peculiares acontecimentos será o improvável encontro de heróis até então desconhecidos.

Positivo/Negativo

Future Quest é a primeira revista da DC Comics reimaginando os clássicos personagens dos desenhos animados da Hanna-Barbera, como Scooby-Doo, Corrida Maluca, Jonny Quest, Space Ghost, Homem-Pássaro, Herculoides, Mightor, Frankenstein Jr., Os Impossíveis e Flintstones.

O projeto tem causado alguma controvérsia, por causa da nova roupagem de algumas dessas antigas animações, principalmente Scooby-Doo e Corrida Maluca.

Em Future Quest, entretanto, isso não é tão evidente.

Os personagens são mantidos praticamente intactos, respeitando seus visuais clássicos, pois o objetivo da revista é juntar num só lugar as franquias de aventura, que se adéquam mais ao estilo super-heróis. Assim, a editora criou um universo compartilhado que explica a coexistência de todos eles.

E, nesse ponto, a primeira história foi bem-sucedida, retratando os heróis de maneira correta, alinhada com uma trama divertida e agradável, que deixa o leitor curioso para acompanhar o seu desenrolar.

Os destaques desta estreia ficam para Jonny Quest, Space Ghost e Homem-Pássaro. Mas não deixa de dar dicas sobre futuras presenças, como Herculoides, Mightor, Shazzan e Galaxy Trio.

O leitor ainda é apresentado a Kyr, o único sobrevivente de uma tropa espacial, quase o equivalente à Tropa dos Lanternas Verdes, da DC, mas situado no universo da Hanna-Barbera. Sua ligação com o Space Ghost parece ser mais do que mera coincidência, e isso deve continuar a ter relevância durante a série.

A arte de Evan Shaner e Steve Rude segue um estilo mais clássico, que remete aos desenhos da televisão, o que ajuda, principalmente os fãs mais antigos, a não sentir uma ruptura com o que estavam acostumados a assistir.

No fundo, fica a sensação de realização de um sonho do tempo em que muitos fãs hoje adultos ficavam sentados em frente à televisão assistindo aos desenhos e imaginando como seria ver todos eles se encontrando.

O início é promissor, resta aguardar para ver quais novidades serão apresentadas nas próximas edições.

Classificação

4,0

• Outros artigos escritos por

.

  • Marcelo Tristão

    Adorei a HQ. Acho que vale 5!!!!

    • Marco1964

      Imagino que numa escala de 1 a 5, certo?

  • Moroni Machado

    Panini vai lançar?

    • gugu022050

      provavelmente sim

  • Zé Carlos Belo

    Eu já quero o encadernado!!!

    • Cliff Rodrigo Silva

      O Encadernado é bem bacana. Comprei o gringo e curti a história. Tô no aguardo do volume 2 e da edição brasileira, se sair.

  • Alvaro_G

    Sublime! Supimpa! Agora sim, DC!

  • Anderson Fernandes

    Comprarei, no aguardo do lançamento.

  • Pedro Ribeiro

    Steve the Dude Rude parece ser o artista ideal p esse tipo de gibi… pra mim o ÚNICO acerto da DC com o universo hanna barbera até agora

  • Heleno

    moro no RGS onde posso conseguir um exemplar!???