Mercenary Crusade – Episódio 1

Por Guilherme Kroll Domingues
Data: 9 agosto, 2013

Mercenary Crusade – Episódio 1Editora: Independente

Autores: Alex D’ates, Leo Ortiz e Gil Vieira (roteiro e desenhos).

Preço: grátis

Número de páginas: HQ proposta em telas, sem número de páginas definido, mas em 19 capítulos

Data de lançamento: Novembro de 2011

Sinopse

Maléf e Ryaad são dois mercenários às voltas com uma iminente guerra no mundo fantástico de Kaplan.

Positivo/Negativo

Mercenary Crusade é uma HQ assinada pelo time formado por Alex D’ates, Leo Ortiz e Gil Vieira, do chamado projeto Kaplan, um universo criado por eles que engloba quadrinhos, RPG e cardgames.

Nativos do mundo digital, os autores já assinaram outras tramas ambientadas no mundo de Kaplan, como O Legado, HQ lançada para dispositivos móveis em 2009, e disponibilizaram a trama inteiramente grátis na internet, na página do projeto.

A trama é focada em dois mercenários, Maléf e Ryaad, às voltas com um enredo maior do que podem compreender, que mergulhará o mundo da lua de Kaplan, equilibrado em uma tênue paz, num conflito sem precedentes.

A narrativa é divertida, apoiada em vários conceitos de histórias fantásticas. Não é inovadora, mas vale a leitura. Mesmo porque a sensação que se tem ao passar cada capítulo, é que de estar entrando em mundo maior, um universo complexo, que será desvelado aos poucos.

Em resumo, o roteiro é bom, e a arte é competente para a proposta da HQ.

Mas o principal charme, com certeza, é a narrativa visual. Cada página (tela, no caso) apresenta apenas um quadrinho e o dinamismo da história é dado cinematograficamente pela evolução dos quadros.

Sem o espaço da página para criar diagonais e diagramações diferentes, a narrativa visual tem que ser feita precisamente pela sobreposição desses quadros. E o resultado é assombrosamente bom, dando um ritmo legal demais para a HQ.

Os quatro primeiros episódios da história estão no site do Kaplan, mas atualmente o pessoal do grupo procura financiar coletivamente uma versão impressa do Mercenary Crusade pela plataforma colaborativa Catarse. Vale a pena contribuir.

Classificação

3,5

• Outros artigos escritos por

.