Conheça o Wally West do novo Universo DC

Por Samir Naliato
Data: 29 maio, 2014
Aviso aos leitores: este artigo lida com fatos recentes do Universo DC, que ainda são inéditos no Brasil. Por isso, aborda acontecimentos que certamente podem prejudicar o prazer de sua leitura no futuro.

 

Sumido desde o reboot da DC Comics, em 2011, Wally West era constantemente motivo de questionamento por parte dos fãs. No início deste ano, a editora anunciou que ele finalmente voltaria a aparecer nas páginas da revista do Flash (veja detalhes clicando aqui), mas, como era de se esperar, ele também foi reformulado para esta nova versão.

Na história de estreia da nova equipe criativa formada pelos escritores Robert Venditti e Van Jensen e o desenhista Brett Booth, Wally é apresentado como filho de um casal interracial, de pai branco (irmão de Iris West, interesse romântico de Barry Allen/Flash) e mãe afro-americana.

“Quando os Novos 52 começou, o universo inteiro foi reiniciado. Os fãs ficam chateados porque possuem uma ligação emocional com esses personagens e isso é compreensível. Mas este é um novo Barry Allen e uma nova Iris West. Todos os personagens neste universo são novos. As versões antigas ainda vivem, ainda estão lá e suas revistas ainda existem. Posso reler as histórias deles a qualquer momento. Mas, se estamos apresentando novos personagens, seria estranho não apresentar algumas mudanças radicais. O que esperamos é que as pessoas respondam a este Wally West da mesma maneira que à versão anterior. Que invistam nele e sigam sua jornada”, explicou Jensen em entrevista ao site IGN.

The Flash # 30 The Flash Annual # 3

Venditti completa. “Não seria interessante reintroduzir o mesmo personagem com a mesma origem novamente. O desafio é tentar novas histórias.”

A ideia de mudar a etnia de Wally West partiu da própria editora.

“Achei a ideia ótima. Sou a favor da diversidade e isso não atrapalharia nossos planos para o Flash. Ter Wally expandiu nossas ideias para a série”, completou o autor.

Ele surge morto logo em sua primeira aparição, na história Lost Time, em The Flash # 30. Entretanto, a trama lida com viagem no tempo, um tema clássico e recorrente nas aventuras do velocista escarlate. A trama continuou em The Flash Annual # 3.

A DC Comics também divulgou a capa de The Flash – Futures End # 1, a ser lançada em setembro deste ano, na qual Wally West aparece com superpoderes e vestindo um uniforme prateado.

The Flash – Futures End # 1 The Flash – Futures End # 1

• Outros artigos escritos por

.

  • Vinicius Bastos

    Essa chatiaçao toda pq ele é negro??

    • Oswaldo Miguel Forbici

      apagaram o flash wally west completamente o tornando negro sem contar no kid flash o fato dele ser ruivo era muito marcante em sua personalidade nada contra os negro mais mecheram com oq não deviam se querem um flash negro criem outro não mecham num q ja é excelente

      • Vitor Gomes

        Nao pq ele é negro… Olha o Homem aranha negro é um sucesso pq foi construido um novo personagem uma nova história… Mas Peter Parker é o Peter como a Mary Jane ( Ruiva) é,pq já são as características do personagem.
        No novo filme vai ter outra M.J que sera negra mais não tera o nome de Mary Jane, super jogada da marvel

  • Oswaldo Miguel Forbici

    Este comentário foi apagado.

  • Carinha

    Rever-lo novamente e osso

    • Ðaniel Lopes

      Tanto faz.

  • Demon Flame

    palhaçada, wally continua sendo wally, esse é só um outro personagem, deveriam tentar construir uma pessoa completament nova. Não botar qualquer guri e depois chamar de Wally West. BOSTA

  • Wagner Correia (Sr. W)

    Só digo uma coisa: Bota o Super Choque branquinho com olhos azuis pra ver o rebuliço que vai dar!

    Eu rejeito esse Wally West, não por ser negro, afinal, curto o John Stewart, Cyborg, entre tantos outros heróis negros, como o Vulcão Negro, fora os vilóes, tipo Arraia Negra… quer dizer: quando são feiots desse jeito, são perfeitos! O John Stewart, fora criado para substituir o Hall Jordan, mas ele acabou tendo sua participação muito bem representada, fora que ele conseguiu um marco na história das HQ’s: ser tão bom quanto o Hall, mesmo sendo totalmente diferente!

    resumindo: Se quisessem um kidFlash negro, fizessem um novo sujeito! Mudar a etnia para “agradar” um certo público é palhaçada!

    FAÇAM UM SUPERCHOQUE BRANQUINHO!

    Se é pra agradar, agradem também os arianos!

    Idiotice do cacete! DC, afunda logo e se dá para Disney! pelo menos eles estão fazendo uma coisa que a Warner não está fazendo direito: FILMES!