Disney compra 21st Century Fox, e Marvel reavê direitos de X-Men e Quarteto Fantástico

Por Samir Naliato
Data: 14 dezembro, 2017

Especulado há semanas, o acordo entre a The Walt Disney Co.21st Century Fox foi fechado. A compra do estúdio custou US$ 52,4 bilhões, e amplia o poderio da Disney numa agressiva ação de aquisições, que nos últimos anos incluiu também as compras da Marvel, LucasFilm e Pixar.

Agora, a casa de Mickey é dona também de franquias como Alien, PredadorPlaneta dos Macacos, Avatar, Arquivo X, Simpsons e outras.

Um dos principais destaques é a retomada dos direitos cinematográficos dos X-Men e Quarteto Fantástico (incluindo Surfista Prateado e o vilão Galactus), que pertenciam à Fox desde o final da década de 1990. Isso permitirá à Marvel Studios incorporar esses personagens ao seu bem-sucedido universo cinematográfico, ao lado dos Vingadores.

Com a presença do Homem-Aranha, graças a um acordo com a Sony, a Marvel conseguiu reunir novamente todos os seus personagens sob um mesmo teto.

Apesar de talvez ainda ser necessário um acordo paralelo com a produtora alemã Constantin Film no caso do Quarteto Fantástico. Por enquanto, o estúdio não esclareceu exatamente esta situação, mas aparentemente não seria empecilho.

Isso também pode fazer a alegria dos fãs de quadrinhos, pois a “Casa das Ideias” não tem dado muita atenção ao Quarteto Fantástico em suas publicações, e por muito tempo relegou a presença dos X-Men ao mínimo possível.

Como resultado da negociação, o CEO da Disney, Bob Iger, estendeu seu contrato com a empresa até 2021, e supervisionará a integração.

Bob Iger

“A aquisição reflete a demanda cada vez maior do consumidor por entretenimento de qualidade e diversidade, que são mais atraentes, acessíveis e convenientes do que nunca antes”, disse Iger. “Estamos honrados e agradecidos que Rupert Murdoch tenha confiado a nós o futuro da empresa que ele passou a vida construindo, e estamos animados com a extraordinária oportunidade de aumentar significativamente o nosso portfólio de marcas e franquias. O acordo também expandirá substancialmente nossa presença internacional, nos permitindo oferecer histórias de qualidade e inovadoras plataformas de distribuição para mais consumidores em importantes mercados ao redor do mundo”.

O presidente da 21st Century Fox, Rupert Murdoch, também divulgou uma declaração.

“Estamos orgulhosos do que construímos, e acredito que esta contribuição da Disney trará ainda mais valor aos acionistas. Estou convencido que esta combinação, com a liderança de Bob Iger, criará uma das maiores empresas do mundo. Sou grato por Bob ter concordado em permanecer e se comprometido em realizar essa tarefa”, afirmou.

O acordo já começou a levantar discussões a respeito da lei antitruste norte-americana, e a precaução de monopólio no mercado.

Com a compra, o número de grandes estúdios cinematográficos de Hollywood cai de seis para cinco: Disney, Warner Bros., Paramount, Universal e Columbia Pictures (Sony).

Disney e Fox

• Outros artigos escritos por

.

.

.

  • Charles

    Parece o Bruce Wayne: ao invés de comprar um produto que interessa, chuta a porta e compra a empresa inteira.

    E aí? Agora compra primeiro a Warner ou a Sony? ;-)

    • Bruno

      vão comprar primeiro a Paramount e Universal, e por fim a Sony, só pra humilhar a Warner

      • Diogo Carreira

        Acho ir não amigo, lá às leis antitrust são severas, aliás, esse acordo da Disney e da Fox pode se barrada ou revista, tanto que tem uma cláusula a favor da Fox com multa de 2,5 Bi caso não seja 100% aprovado, pode acontecer de eles negarem certas aquisições por parte da Disney, enfim, a Disney comprar esse monte de estúdio é improvável.

  • Excelente! Mais um passo para unificar o universo Marvel nos cinemas.

  • André Luciano Maria

    Ainda vai chegar o dia em que os funcionários da padaria aqui perto de casa estarão usando aquele chapéu com orelhas pretas de rato.

  • Henrique Souza

    Só espero que a disney continue seguindo essa nova tendencia da Fox com filmes de heróis diferenciados como foi Logan, Deadpool (que é realmente comedia diferente do thor ragnarok) e vai ser o Novos Mutantes.

    • Israell

      Depende da estratégia que vão usar.
      Se fizerem como uma subsidiária separada (como Pixar e LucasFilm), ainda que dentro dum mesmo universo, pode ser que mantenham essa tendência.
      Agora se colocarem tudo debaixo do guarda-chuvas da Marvel Studios, duvido muito.

  • Thiago A.

    Que bom que a venda foi feita, agora o quarteto e os x-men podem ser tratados como devem.

  • Acho o Quarteto Fantástico mais legal do que os X-Men, em se tratando de equipe. Sr. Fantástico pode ser o novo Tony Stark da Marvel, se for tratado corretamente.

  • Dyel Dimmestri

    Eu só posso dizer uma coisa:OS SIMPSONS ACERTARAM MAIS UMA PREVISÃO!!
    Na décima temporada, no episódio 05,intitulado “Quando Nasce Uma Fofoca”, com a participação dos atores Alec Baldwin, Kim Bassinger(na época, casada com Alec) e o Diretor Ron Howard, há uma sequência no fim do episódio, no qual Ron Howard discute com um executivo da Fox sobre o projeto de um novo filme. Na fachada do estúdio, logo abaixo do logo da Fox aparece:”UMA COMPANHIA WALT DISNEY”.

  • César Lima

    Não acho que o número de players caia para cinco… temos a Netflix e a Amazon que estão investindo forte demais em produção de conteúdo, mudando apenas a plataforma de distribuição. Eu apostaria na consolidação desses dois gigantes, subindo para sete os estúdios que realmente contam.