Os quadrinhos para procurar no FIQ 2015

Por Samir Naliato
Data: 10 novembro, 2015
  • 3 Tempos – Capítulo 1 (formato 14,8 x 21 cm, 26 páginas, R$ 10,00), por Daniel de Carvalho

A revista narra o início da amizade entre três amigos (Camila, Cadinho e Liu), em momentos distintos, 2009 e 2015. São três histórias fechadas e uma conclusão instigante. O autor estará na mesa 64 do Beco dos Artistas.

  • 147 (formato 15 x 22 cm, 24 páginas, R$ 10,00), por Daniel Esteves e Hugo Nanni

147 satiriza o discurso de ódio das redes sociais. O título é uma referência ao saudoso veículo Fiat modelo 147, em que dois amigos viajam para o que deveria ser um fim de semana de descanso na praia. Papo vai, papo vem, surge o tema da violência urbana e as divergências sobre como lidar com o problema logo ficam evidentes.

A obra será vendida no estande do Petisco durante o evento, no qual também acontecerá sessões de autógrafos. Após o FIQ, a edição estará à venda no site Zapata Edições e pelos e-mails hqemfoco@hqemfoco.com.br e hugodanielnanni@gmail.com.

  • 321 – Fast Comics – Volume 2 (formato 17 x 26 cm, 160 páginas, R$ 30,00), por Felipe Cagno e convidados

Repetindo o sucesso do primeiro volume da série, indicada ao Troféu HQ Mix na categoria Melhor Quadrinho Independente de Grupo, este segundo livro traz mais histórias, mais páginas e ainda mais quadrinhistas nacionais e internacionais. Autores como Ivan Reis, Alex Sinclair, Joe Prado, Andrew Dalhouse, Eduardo Pansica, RB Silva, Rain Beredo, Fábio Coala, e muitos outros se juntam à equipe que produz histórias nos mais variados gêneros, sempre com 3 páginas, 2 personagens e 1 final surpreendente.

Além de disponível durante o evento, a obra também pode ser adquirida enviando uma mensagem para a fanpage oficial do projeto no Facebook.

  • A Ameaça do Barão Macaco (formato 16 x 27 cm, 72 páginas, R$ 34,00), por Hector Lima, Milton Sobreiro, Felipe Sobreiro e George Schall

O crime compensa para Massa e Zen, os chefes do tráfico, até tudo dar errado: dinheiro some e pessoas-chaves são mortas. A estrutura fica abalada e a desconfiança se instala. Uma facção ataca a outra e a Polícia está perdida. Correm boatos sobre uma figura misteriosa nos locais dos crimes. Verdade ou lenda? É o que a jornalista Renata investiga, sem saber que está se metendo num fogo cruzado.

A edição poderá ser encontrada durante o evento nos estandes da Fictícia e Zarabatana Books. Também está disponível em livrarias de todo o Brasil e no site da Fictícia.

Os autores participarão de uma sessão de autógrafos no dia 13, às 20h, na mesa 10.

  • A cabeça de Elisa (formato 19,5 x 25 cm, 28 páginas, R$ 9,50), por Carolina Macedo e Davi Maciel

Publicação independente em quadrinhos com um compilado de histórias curtas mostrando os pensamentos e reflexões de Elisa sobre o mundo que nos cerca. Seja uma situação que não faz muito sentido ou coisas que as pessoas falam por ai, nada escapa à mente criativa de Elisa.

Obra disponível durante o evento na mesa 103 do Beco dos Artistas.

  • A Canção de Mayrube – O Início (formato 17 x 25 cm, 20 páginas, R$ 20,00), por Hugo Canuto

No início das eras, cinco clãs vagam pelo mundo, unidos por uma profecia, em busca da “Terra Sem Mal” onde erguerão um novo lar. Uma história inspirada nas mitologias que formaram a América. Essa é a Canção de Mayrube, construída a partir das culturas que alimentaram por séculos o imaginário ocidental com seus deuses dourados, cidades sobre as águas e florestas de sonhos e mistérios.

  • A Máscara de Togi (formato 5,7 x 22,5 cm, 192 páginas, R$ 25,00), por Mari SanttosA Máscara de Togi (formato 5,7 x 22,5 cm, 192 páginas, R$ 25,00), por Mari Santtos

Uma máscara pode esconder ou revelar uma identidade. Pode transformar a vida de quem a possui. Passando por sérios problemas, o pequeno Togi tem seu desejo realizado por uma borboleta mágica que lhe dá uma máscara para ser quem ele quisera, mas acaba revelando quem ele sempre foi.

A obra estará disponível durante o evento na mesa 71 do Beco dos Artistas ou pelo e-mail marisanttos@hotmail.com e contato@gotadeareia.com.br.

  • A Salamanca do Jarau (formato 22 x 29 cm, 92 páginas, R$ 50,00), por Kipper

Adaptação da obra de Simões Lopes Neto. Quem é a Salamanca do Jarau? A Teiniaguá é uma princesa moura encantada que, nas profundezas do Cerro do Jarau, oferece um prêmio de poder mágico àqueles que superarem sete provas em seu labirinto subterrâneo. Mas para superá-los não basta “ser forte, aguerrido e bravo”, pois alguns desses desafios são testes de virtude e de moral. Mas a Teiniguá não é só princesa e moura: é feiticeira e mulher.

  • A Samurai (formato 17 x 25 cm, 112 páginas, R$ 35,00), por Mylle Silva e vários

Japão, Período Edo (1573-1603). Época em que os shoguns (líderes militares) e daimyous (senhores feudais) dominavam territórios, sempre muito bem guardados por seus samurais. Em uma sociedade estratificada e dominada por homens, Michiko decide negar seu destino e torna-se uma guerreira para realizar o sonho de encontrar sua família. Acompanhada por Yamada, ela não medirá esforços nem poupará vidas para atingir seu objetivo – mesmo que, para isso, ela tenha que abrir mão da própria vida.

A edição conta com artes de Yoshi Itice, Vencys Lao, Guilherme Match, Mika Takahashi, Bianca Pinheiro, Herbert Berbert, Leonardo Maciel e Gustavo Borges. A produção é uma parceria entre o estúdio Manjericcão e a editora Tambor.

A edição estará disponível na mesa 31 do Beco dos Artistas, na loja online Web Comics Brasil e nas livrarias e bancas a partir de dezembro.

  • A Passeio (formato 16 x 23 cm, 136 páginas, R$ 20,00), por Daniel dos Santos

O primeiro álbum de quadrinhos de Daniel dos Santos e Ciro. Trata-se de um almanaque de histórias do cotidiano com conteúdo inédito e outras publicadas no fanzine tocantinense Nonada.

A obra tem o patrocínio da prefeitura de Palmas-TO e estará disponível durante o FIQ na mesa 90 do Beco dos Artistas. Também pode ser adquirida entrando em contato com a fanpage do Facebook.

  • Acima de nós (formato 14 x 14 cm, 60 páginas, R$ 18,00), por Melissa Garabeli e Phellip William

A obra contempla experimentos poético-narrativos que trabalham com a relação entre imagem e escrita, intensificando uma forma de escrita/desenho poética. Disponível durante o evento na mesa 74 do Beco dos Artistas.

  • Alinhamento (formato 15,5 x 22 cm, 52 páginas, R$ 5,00), por Edu Bruks

Allos é um guerreiro de muitas batalhas, porém quando o motivo pelo qual ele luta se torna incerto, ele percebe que talvez o maior de seus desafios seja seu próprio conflito interno. E é durante essa busca por uma motivação que seu caminho se cruzará com alguém muito especial.

A edição poderá ser encontrada durante o evento no estande do Crânio Quadrinhos.

  • Analecto (fotmato 15 x 23 cm, 44 páginas, R$ 6,00), por Jaison J., Alexandre Lage, Estevão Pb e João Henrique Belo

Reunião de histórias de vários artistas e temáticas variadas.

  • Ansiedade (formato 14,8 x 21 cm, 16 páginas, R$ 12,00), por Lila Cruz

Revista sobre como lidar com a ansiedade, com relacionamentos abusivos e com o transtorno de ansiedade aos 22 anos. A edição poderá ser encontrada durante o evento no estande da Vênus Press e a autora mediará a conversa com a autora Marguerite Abouet no dia 15, às 15h.

  • Antologia Acid Jazz (formato 15 x 21 cm, 24 páginas, R$ 15,00), por Beeau Goméz e Rodrigo Qohen

De tragos em tragos, o universo ideológico de Acid Jazz tem seu pilar inicial erguido com esta edição. Uma história em quadrinhos e compilado de três contos: Trago Veneno, Cavallini e A Pira. Costurados pelas memórias de três músicos de jazz, os enredos envolvem os tormentos e delírios de suas almas – consoladas por muito uísque e cigarro.

Sessão de autógrafos no dia 14, às 10h, na mesa 3.

  • Aquarela e Nankin (formato 21 x 29,7, 32 páginas, R$ 20,00), por Blenda Furtado

Com o site tendo completado seu primeiro ano, Blenda lança este artbook com uma coletânea do que teve de mais especial e mais algumas novidades. Todo colorido e com conteúdo que vai desde sketchs, até aquarela e nanquim.

A obra estará disponível durante o FIQ na mesa 52 do Beco dos Artistas.

No Brasil, chamamos de histórias em quadrinhos. Em Portugal, o nome é banda desenhada. Mas a nomenclatura é o que menos importa quando o que está em jogo é a paixão que brasileiros e portugueses têm pela nona arte. O livro traz quatro artistas de cada país em histórias inéditas criadas por duplas formadas com roteiristas e desenhistas de nacionalidades diferentes em cada HQ. Ou BD, se preferir.

  • Archimedes Bar (formato 16 x 25 cm, 32 páginas, R$ 10,00), por Daniel Esteves, Alex Rodrigues, Al Stefano, Danilo Pereira e Samuel Bono

A história traz o cotidiano num boteco que poderia funcionar na esquina de qualquer cidade brasileira. Porém, o bar é localizado no espaço, na “esquina do universo”. Lá acontecem coisas dignas de qualquer boteco, de qualquer esquina, de qualquer cidade brasileira. São três crônicas curtas que não têm ambição maior que divertir e servir de exercício narrativo do cotidiano. Intercalando as histórias, imagens apresentam alguns “clientes ilustres” do bar do Archimedes.

A obra será vendida no estande do Petisco durante o evento, onde também acontecerá sessões de autógrafos. Após o FIQ, a edição estará à venda no site Zapata Edições e pelo e-mail hqemfoco@hqemfoco.com.br.

Enquanto perambula pelas tediosas planícies do fim do mundo, a jovem barda Rita busca inspiração para compor a balada épica definitiva. E seus desejos são atendidos na forma de quatro misteriosos guerreiros que caem do céu com uma missão: encontrar a misteriosa Argos.

Esta HQ conta a história de Ariano Suassuna, que nasceu no palácio do governo da Paraíba. Romancista, poeta, dramaturgo, homem público e criador do Movimento Armorial do Nordeste, autor de obras como Auto da Compadecida e O Romance d’A Pedra do Reino.

  • Árvores (formato 14 x 21 cm, 32 páginas, R$ 12,00), por Val Fonseca

As árvores são os personagens principais, seja em relação ao homem ou em seu próprio habitat, entre o passado e o presente destes gigantes verdes. O autor fará sessão de autógrafos no dia 14, às 18h.

Neste segundo volume, Jean-Martin continua sua constante busca pela aprovação paterna. Já a pequena Anna inicia uma meticulosa investigação para descobrir o paradeiro do seu falo perdido, colocando sua mãe Martha, sua babá, senhorita Müller, e o velho Freud, de pernas pro ar. Incansável, o encrenqueiro doutor Jung continua aprontando das suas, passando trotes e provocando o pai da Psicanálise por cartas, enquanto o pobre doutor se vê às voltas com uma hóspede inesperada em sua casa.

A edição poderá ser encontrada durante o evento no estande da Editora Devaneio, incluindo o box especial com os dois volumes da coletânea de tiras (R$ 59,90). Pacha Urbano participará de uma sessão de autógrafos no dia 14, às 12h, na mesa 7.

  • Astromini (formato 17 x 23 cm, 32 páginas, R$ 20,00, Polvo Rosa Books), por Vencys Lao e Welton Santos

Shë é uma exploradora que está em uma missão, sobrevoando um ambiente inóspito e desconhecido. Mas um acontecimento a faz desviar de seu destino, e agora, a floresta, que antes era vista de cima, ganha uma nova perspectiva e se transforma em um gigantesco obstáculo a ser vencido. Embarque nesta aventura rumo ao perigoso, mas belo e sedutor, universo de Astromini.

A obra estará disponível durante o FIQ, na mesa 45 do Beco dos Artistas.

  • Aurora (formato 17 x 26 cm, 112 páginas, R$ 39,90, Instituto HQ), por Felipe Folgosi, Leno Carvalho e Nelson Pereira

Um thriller de ficção científica, escrito pelo ator e roteirista Felipe Fogosi. A história é sobre Rafael, pescador que presencia um fenômeno natural nunca visto antes. Essa experiência o transforma em algo maior que um simples humano, um herói moldado pela evolução natural que acaba perseguido pelo governo americano por conta de seus poderes.

Durante o evento, Felipe Folgosi estará em sessões de autógrafos na mesa 14.

  • Automata (formato 13 x 20 cm, 28 páginas, R$ 5,00), por Jaison J.

Algumas civilizações no futuro, o homem enfrenta um evento que dará fim a sua existência e o pouco tempo que lhe resta faz vir à tona os sentimentos mais viscerais e animalescos. Os escolhidos para sofrer punições são os androides, e vemos o início da perseguição a eles pelos olhos de Safira, um androide com problemas que a torna especial para todo este acontecimento.

  • Azul é a cor mais bad (formato 14,8 x 21 cm, 32 páginas, R$ 12,00), por Dora L., Natalia Schiavon e Matheus Uehara

O fanzine conta com três histórias, todas com uma sensação melancólica e compartilhando uma experiência diferente sobre um mesmo aspecto: mudança.

.

Páginas: 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10

• Outros artigos escritos por

.

.

.