A identidade da Superwoman em Rebirth

Por Samir Naliato
Data: 27 abril, 2016

Dentre as novidades que a DC Comics prepara com a iniciativa Rebirth, está a expansão das revistas da franquia do Superman, incluindo a Supergirl, um Superman chinês, um novo Superboy e a Superwoman.

E esta última é uma das que mais causaram dúvidas nos fãs quando foi anunciada. O título será escrito e desenhado por Phil Jimenez, norte-americano cujos trabalhos mais conhecidos são Os Invisíveis, Mulher-Maravilha, Crise Infinita e X-Men.

De acordo com a prévia da editora, a nova super-heroína do Universo DC será ninguém menos que Lois Lane. “Imbuída dos poderes do Superman, Lois usa seus habilidades para proteger Metrópolis como a nova Superwoman. O único problema é que os poderes a estão matando, e nem ela ou seus amigos sabem como impedir. Ela sobreviverá o suficiente para descobrir o mortal segredo da Ultra-Woman?”.

Seria essa Ultra-Woman integrante da equipe de vilões Sindicato do Crime?

Vale pontuar que, atualmente, há dois Clark Kent e duas Lois Lane nas revistas da DC. Uma é a versão Novos 52, resultado do reboot de 2011. A outra foi introduzida após a saga Crise nas Infinitas Terras, na década de 1980, na qual eles são casados, possuem um filho e retornaram nos eventos de Convergência.

Com essa duplicidade, a editora começou a designar papéis diferentes para cada um. Atualmente, o Superman dos Novos 52 passa por um dilema similar ao desta Superwoman, enfrentando uma espécie de câncer que o levará a uma morte iminente, o que abriria caminho para a versão tradicional do Homem de Aço reassumir o papel de maior herói da Terra.

Será curioso ver como esses personagens serão aproveitados com o início de Rebirth (leia aqui uma matéria com 12 curiosidades do evento).

Superwoman

• Outros artigos escritos por

.

.

.

  • Homem Simpson

    Agora só falta dizerem que Krypto, o supercão, é, na verdade, Jimmy Olsen.

  • Melhor continuar com a série de TV… Tem seus pontos fracos, mas está acima da média. Melhorou bastante desde o primeiro episódio…

  • Rodrigo Tadei

    Estou otimista com isso tudo.

  • Kaladin

    Apesar de estar um pouco receoso quanto a isto (Lois Lane como Superwoman), tenho enormes expectativas em relação a Rebirth. O retorno do antigo e, na minha opinião, “verdadeiro” homem de aço indicou o início de uma nova era para a DC.

    Dentro do possível, a editora está fazendo um grande esforço para retomar o que foi perdido nos Novos 52, e tenho certeza de que a qualidade do universo como um todo será muito superior ao que tivemos nos últimos 5 anos.

  • Imperador Julius

    realmente para um fã da Marvel é dificil querer acompanhar a DC com esta loucura de personagens alternativos! é uma salada muito louca de universos!

    • Kaladin

      Entendo seu ponto, mas considerando o que a Marvel tem feito nos últimos dois anos em transformar personagens masculinos em femininos, velhos em jovens, adultos em velhos, etc, os universos alternativos da DC não me parecem tão estranhos…

      E acho que Rebrith será um ótimo ponto de partida tanto para novos leitores quanto para antigos que pretendem voltar, como é o meu caso.

  • Kaladin

    Há muita verdade no que você diz, mas no fim, creio que é questão de opinião.

    Muitas das mudanças ocorridas na Marvel nos últimos anos foram única e exclusivamente comerciais: Colocar Wolverine em quatro equipes ao mesmo tempo, deixar dois homens-aranha (Parker e Morales) atuando no mesmo universo, manter dois Capitães América juntos (Rogers está voltando, mas Wilson continua como Capitão América também), trocar o sexo de personagens como Wolverine, Capitão Marvel e Thor apenas para tentar trazer mais leitoras para esta mídia, e assim vai. Isto, além de gerar confusão, não tem propósito nenhum em termos de enredo, e para mim é muito mais difícil de aceitar do que o que ocorre na DC.

    Concordo com você que abordar vários universos ao mesmo tempo gera muita confusão, e que com os Novos 52, uma iniciativa extremamente mal pensada e mal executada, ninguém mais sabia o que tinha ou não acontecido no universo, e houve furos catastróficos de continuidade, algo que não acontecia desde Crise nas Infinitas Terras. Mas com Rebirth, não tudo, mas muito disso está sendo resolvido.

    PS: O Superman dos Novos 52 não foi morto por Apocalipse, mas o original, que integrará efetivamente o universo DC daqui em diante, sim.

    • Imperador Julius

      não vejo problema em colocar o wolverine ou o homem aranha em varias historias. eles representam a marvel porque não fazer mais historias com eles? se a DC fizesse isso iria valorizar ainda mais os grupos secundarios de herois. pra mim a marvel sabe usar melhor seus personagens nesse sentido. como você mesmo disse, são outros personagens usando o mesmo manto de um heroi, qual o problema nisso? os velhos continuam la. a x-23 é uma personagem nova que assumiu o manto do wolverine, ele não mudou de sexo. isso é a mesma coisa que a batgirl, batwoman ou supergirl. então isso tambem acontece na DC. talvez você esteja ignorando isso.
      sim, voltei a acompanhar DC nos novos 52 e para minha surpresa estão querendo dar outro reboot! ai fica dificil… só quero ver o que acontecera com os lanternas, meus herois favoritos da DC nesse momento. provavelmente vai aparecer um lanterna que nem sei de que universo veio… você esta falando de possibilidades, não da pra saber qual sera o futuro do universo DC. pode ser que mudem daqui um ano caso não de certo, de novo…
      isso sim, é pra deixar qualquer um completamente no vacuo. dois supermans um que morreu e outro não. nem quero saber quantos outros existem…

      • Kaladin

        Como eu disse antes, é uma questão de opinião.

        Eu acho inverossímil, por exemplo, a época em que Wolverine, ao mesmo tempo, fazia parte dos X-men, Vingadores, liderava a X-Force e ainda atuava sozinho. Não vejo isto como aproveitar bem o personagem, mas sim, como sacrificar verossimilhança para vender mais revistas. Tanto que logo após essa superexposição, eles tiveram que matar o personagem.

        O caso da mudança de sexo também é totalmente diferente do que ocorre na DC: Uma coisa é existir em universo um Batman e uma Batgirl (Ou Superman e Supergirl). Outra é o nome Thor, Wolverine, Capitão Marvel, etc, que foi usado por personagens do sexo masculino passar a ser usado por personagens femininos. No caso de Thor, é ainda mais grave porque não se trata de um codinome, e sim do nome/identidade do próprio personagem.

        Não estou dizendo que a DC é melhor do que a Marvel, e peço desculpas se achou que eu estava criticando sua opinião pessoal. Estou apenas dizendo que ambos os universos têm pontos positivos e limitações, e cabe a nós ler aquilo que nos parece mais interessante. No seu caso, as realidades alternativas e as confusões da DC incomodam muito, e no meu, o que perturba é a filosofia lucro acima de tudo da Marvel. No fim, é tudo uma questão de gosto, e mesmo não concordando com você, respeito sua opinião.

        • Imperador Julius

          isso faz parte do capitalismo, realmente isso não me incomoda. por exemplo, se a DC colocasse seus personagens secundarios interagindo com um superman, batman, flash e etc, em suas revistas mensais, com certeza isso daria um boom de vendas nesses grupos, tipo nos Titãs por exemplo. não acho que a Marvel esta errada nesse sentido, mas sim a DC que não sabe aproveitar a força de seus “medalhões”. gosto muito do universo dos lanternas criado pelo geoff johns. ele expandiu o universo lanterna de uma forma incrivel e isso não se vê nas outras publicações da DC. o cara é tão bom, que quando saiu, a revista caiu de qualidade assustadoramente. parece que ele fara os roteiros da Liga e isso sim me deixa empolgado! espero que ele crie mais elementos para a Liga, expanda o universo de uma forma coesa assim como fez nos lanternas, assim como a marvel faz. lucro é importante para qualquer empresa, não é errado visar isso. com mais dinheiro, roteiristas e desenhistas melhores são contratados, e quem se beneficia somos nós, fãs de quadrinhos!

          • Kaladin

            Concordo plenamente que o lucro é bom e muito bem vindo. Concordo também que, em alguns pontos, a Marvel é muito melhor administrada do que a DC. Eles, por exemplo, são sábios em tentar contratar todos os bons escritores que fizeram sucesso na DC (Soule, Lemire, Brubeaker…). Eu apenas não gosto dos rumos que a Marvel tomou no últimos anos para expandir seu mercado. A estratégia deles passou a ser focada em quantidade e sensacionalismo, ao invés da qualidade quase impecável que tinha anos atrás; pode ser saudosismo, e não vejo meu ponto de vista como verdade absoluta, mas é assim que me sinto em relação à editora no momento.

            Obviamente, torço para que ela se mantenha sempre forte no mercado, e que, um dia, assim como a DC está retornando a suas origens, a Marvel faça o mesmo.

            Abraço, e obrigado pelo debate!

  • RenatoRodrigues

    Rapá.. que confusão

  • Adriano Munhoz

    Você diz que alguns personagens marvel são de universos alternativos, pronto. Estes Supermens e Lois Lanes são de universos alternativos. Qual a dúvida sobre isso? O Super e a Lois (dos Novos 52) estão doentes a véspera da morte, eis que surge suas versões anteriores de um multiverso anterior. Ficou tão simples.
    A DC sempre misturou supers de universos alternativos que a marvel não resistiu e foi atrás. Mas você entende isso na marvel e não compreende na DC? Não tem mistério, é a mesma coisa.

    • Imperador Julius

      não brother, o universo 616 é o principal da marvel e isso nunca muda. claro que entra personagens alternativos nele e as vezes tem duas versões do mesmo personagem na historia, mas isso nunca é definitivo. ou o personagem morre ou volta para o universo paralelo. na DC não existe um universo fixo. tanto é que eles mudam quando querem os personagens. estamos vendo isso de novo com o fim dos novos 52. na marvel não existe esses reboots constantes. vai ter agora com o fim das guerras secretas. mas pelo que sei, o universo 616 continuara la com algumas modificações. essa é a grande diferença das duas editoras.

      • Adriano Munhoz

        Na marvel não tem reboots, mas tem retcons direto. Os heróis começaram a carreira nos anos 60 e olha aí. Retcons prá mudar muita coisa, principalmente de origem. Mas beleza. Eu leio a dc há anos, e detestei este segundo reboot. Achei desnecessário, embora a existência dele prove a falha do seu argumento quanto a leitores novos. Ele reavivou o mercado, trazendo leitores novos como não se via, mas depois veio o ostracismo de novo rs.

        • Imperador Julius

          cara, eu não estou dizendo que a DC não atraia novos leitores. só estou dizendo que a DC tem um universo confuso para os novos leitores, e é mesmo! li os novos 52 principalmente os lanternas e gostei. só que agora deram reboot de novo… acho que isso só serve pra complicar ainda mais, e desestimula quem é acostumado com o universo marvel, isso não tem como negar. mas com certeza quero acompanhar a Liga da justiça pelo geogg jones! gosto desse roteirista e vou acompanhar essa nova fase da DC, só espero não me decepcionar com outro reboot caso as coisa não deem certo de novo, como nos novos 52…

          • Adriano Munhoz

            Dan Didio e Geoff Johns frizaram: “não é reboot” kkk. Eu ainda não li nada de Rebirth, mas creio que deva acontecer alguma mudança temporal, sei lá rs.
            Eu não creio que o UDC atual confunda o novo leitor. Na verdade o desobriga de conhecer anos de cronologia para entender uma história ou uma saga (diferente da marvel, que é a mesma desde a década de 60, fora os trocentos retcons). Para se entender estas sagas da marvel tem de se ter lido muitas revistas antes. Mas é isso. Estamos expondo nossos pontos de vista, lógico, respeito o seu, embora discorde.

          • Imperador Julius

            comprei hoje a nova mensal da liga e pelo jeito é de um universo paralelo da outra revista mensal dos novos 52 ou não… é isso cara, a DC confunde bastante principalmente quem não é um profundo entendedor. se você curte essa mistura de universos, eu não vou questionar. vou dar uma chance para essa nova mensal porque ela promete ser boa, só espero não ficar frustrado!

  • Otoniel

    Li as HQ´s rebirths. Que droga DC! não têm nada de novo! “Rebirth” está mais para “mesmice” e não renascimento! Voltaram à estaca zero e ainda conseguiram bagunçar tudo! Os personagens estão literalmente perdidos, com crise existencial e sem propósito, e para piorar tem 2 de cada num mesmo mundo!!! Superman e Lóis com um filho!? Outro morre! Lóis vira Superwoman? e morre? Se eu fosse um super vilão sem dúvida iria atrás da Lóis e do suposto filho para dobrar o Superman. Veja o exemplo do próprio filme com a mãe de Clark em Batman vs Superman. É lógica pura. Quem foi o abestado que deu a idéia? Nada a ver….Ele só poderia ter um filho com uma mortal se renunciasse seu poder, e se tornasse mortal também (veja filme superman 2); Seu filho seria um ser humano comum e não super! É muita forçação de barra!…Que merda estão fazendo! Enquanto não vier uma HQ com uma aventura descente me recuso a comprar este lixo.