DC lança novo selo de super-heróis que independe de cronologia

Por Samir Naliato
Data: 8 março, 2018

A DC Comics anunciou a criação de um novo selo de quadrinhos chamado DC Black Label. O objetivo desta linha é publicar histórias de seu amplo catálogo de super-heróis sem ficar atrelado à cronologia oficial das revistas mainstream do Universo DC.

Dessa maneira, autores poderão explorar diversas facetas dos personagens e implementar suas ideias sem se preocupar com as amarras de acontecimentos em histórias anteriores ou posteriores.

Para leitores novos e casuais também serve como uma boa opção, pois não obriga a ter amplo conhecimento cronológico, o que muitas vezes é um dificultador para muitas pessoas.

A editora já tentou fazer isso algumas vezes ao longo dos anos, sendo a mais recente delas a linha de graphic novels Terra Um.

“Algumas de nossas publicações mais aclamadas foram produzidas quando nossos autores puderam fazer obras independentes, normalmente fora da cronologia. Um desses exemplos é O Cavaleiro das Trevas, do Frank Miller. Criar o selo DC Black Label reforça o nosso comprometimento em trabalhar com grandes talentos e confiar neles para contar histórias épicas e comoventes, que apenas eles são capazes, com o mais alto nível de liberdade criativa”, afirmou o editor Jim Lee ao The Hollywood Reporter.

Os primeiros projetos já foram definidos, e a publicação começa em agosto. Cada um deles terá o formato determinado pelos autores, podendo ser minisséries ou graphic novels.

Superman – Year One, por Frank Miller e John Romita Jr. Esta minissérie em três partes é a primeira vez que Miller escreverá um projeto protagonizado pelo Superman, e explorará as origens e o início da carreira heroica do Homem de Aço.

Superman - Year OneBatman - Damned

Batman – Damned, por Brian Azzarello e Lee Bermejo. O Cavaleiro das Trevas se encontra com John Constantine numa história que testará a sanidade do Morcego depois que o Coringa é encontrado morto.

Wonder Woman Historia – The Amazons, por Kelly Sue DeConnick e Phil Jimenez. A história perdida das Amazonas e da Rainha Hopólita. Apresentando monstros e mitos, esta saga em três edições mostrará desde a criação das Amazonas até a chegada de Steve Trevor em Themyscira, mudando o mundo para sempre.

The Other History of the DC Universe, por John Ridley (roteirista de 12 anos de escravidão, filme vencedor do Oscar). Série que analisará icônicos momentos da DC, mapeando os momentos sociopolíticos na perspectiva dos super-heróis que vêm de grupos tradicionalmente marginalizados, como John Stewart, Extraño, Vixen, Supergirl, Katana, Rene Montoya e outros. Como os homens e mulheres por trás das máscaras lidam com assuntos do mundo real?

Batman – Last Knight on Earth, por Scott Snyder e Greg Capullo. Batman acorda no deserto, sem saber em que ano está ou como a cabeça do Coringa continua viva dentro de um jarro. Este é o início  de uma jornada diferente de todas enfrentadas pelo Cavaleiro das Trevas em um futuro estranho, no qual os vilões triunfaram e a sociedade se desprendeu das amarras dos códigos de ética.

Wonder Woman – Diana’s Daughter, por Greg Rucka. Já se passaram 12 anos desde o mundo parou de olhar para o céu em busca de esperança, ajuda e inspiração. As pessoas mantêm seus olhares abaixados, e os responsáveis por isso querem manter as coisas assim. Na resistência, uma jovem mulher pretende reivindicar o que foi esquecido e, no caminho, descobriremos a verdade sobre ela, suas origens e seu destino.

A DC parece ter decidido fazer de 2018 um ano de grandes mudanças em suas linhas de publicação. A contratação de Brian Michael Bendis como escritor exclusivo gerou grande repercussão e inclui não apenas trabalhos com o Superman, mas uma série de publicações autorais pelo selo Jinxworld.

Além disso, The Sandman Universe – com supervisão de Neil Gaiman – é um dos principais projetos para a nova fase da Vertigo; e também foram anunciadas as iniciativas DC Zoom e DC Ink, voltadas para jovens leitores.

Wonder Woman Historia - The Amazons

 

• Outros artigos escritos por

.

.

.

  • Alexandre Pinto Harich

    Maior chance de sair coisa boa nas grandes americanas em muitos anos . Pode ser o fim das mega sagas que geralam muito lixo.

  • Brontops

    Gosto da ideia. Aliás, abandonei a maioria dos quadrinhos de superheróis, simplesmente pela incapacidade de acompanhar a cronologia. Eu não sou tão fã a ponto de me preocupar com incoerências (afinal desde os anos 60 roteiristas escrevendo sobre o mesmo cara; é necessário um pouco de compreensão: não se faz nada surpreendente ou inovador respeitando todas as características do personagem). De vez em quando, para matar a saudade ou a curiosidade, procuro uma hq ou um arco com uma história fechada.

  • Alexsandro da Silva Barbosa

    Interessante. Tem tudo pra ser um sucesso, enquanto isso a Marvel destrói o selo Max que tem exatamente essa premissa sem contar seu universo tradicional.

  • Into

    Wow, agora botei fé.

  • Wellington Rodrigues

    parece legal. tem algum site gringo tipo uhq com reviews confiáveis para acompanhar as futuras notas dessas hqs?

  • Canoa Furada

    Tirando a do John Ridley que parece ter uma proposta diferente, as outras, até pelos nomes envolvidos, parecem mais do mesmo.

  • 0-Drix

    O que o Frank Miller vai aprontar com o Escoteiro Azulão no ano do seu octogésimo aniversário???

    • Capitão CoruJão

      Merda. Aposto 10 reáu.

  • Carlos Eduardo

    Grande iniciativa, Mulher Maravilha e Superman são muito promissores estou curioso!!!!!!!!!

  • Marcelo Marchi

    Só que enquanto os selos DC Zoom e DC Ink vão lançar HQs da Mera, Titãs, Canário e Super-Filhos, Black Label é com os mesmos de sempre: Superman, Batman e Mulher-Maravilha. Dá meio que um tédio.

  • brunoalves65

    Não adianta nada não fazer parte da cronologia se as histórias não forem boas. Espero que essa liberdade realmente resulte em algo bom.

  • VAM!

    Olá Samir.

    Vou comprar (se sair aqui) Batman – Damned.
    Pois gostei de Joker da mesma dupla criativa.

    Espero ver futuramente Azzarello & Risso, juntos novamente.
    Cidade Castigada e Cavaleiro da Vingança, são ótimas bat-histórias.

    Abs,
    VAM!