Confins do Universo 034 – We are Groot!

Por Samir Naliato
Data: 10 maio, 2017

Guardiões da Galáxia – Vol. 2 chegou aos cinemas para dar sequência ao grande sucesso do primeiro filme e contar mais um capítulo do Universo Marvel Cinematográfico.

Nos acompanhe nessa discussão sobre o longa-metragem, as referências dos quadrinhos, curiosidades dos personagens e as especulações do que virá a seguir. Quais os pontos altos e baixos da história? O que achamos da carga de humor apresentada? E a trilha sonora? Tudo isso e muito mais neste episódio do Confins do Universo!

E mais: indicações de leituras, e-mails dos ouvintes, mensagens de WhatsApp e os erros de gravação! We are Groot!

.

Participantes

_____________________________________________________________

Confins do Universo recomenda

_____________________________________________________________

Comentado neste programa

_____________________________________________________________

Contato

Envie a sua mensagem com sugestões, elogios ou críticas: podcast@universohq.com
Mensagem de voz via Whatsapp para (11) 94583-5989
Redes sociais: Twitter – Facebook – InstagramGoogle+Youtube

_____________________________________________________________

Assine o Confins do Universo

Feed RSS – http://podcast.universohq.com/feed/
iTunes Store

_____________________________________________________________

Confins do Universo em vídeo

Canal do Universo HQ no YouTube

_____________________________________________________________

Edição e Sonorização

O Confins do Universo é editado por Rádiofobia Podcast e Multimídia.

_____________________________________________________________

Narração de abertura e encerramento

Guilherme Briggs – Twitter – Facebook – Instagram

_____________________________________________________________

Logotipo e edição de vídeo

Damasio Neto – Facebook – Instagram

_____________________________________________________________

Ilustração do Confins do Universo

Daniel Brandão – Twitter – Facebook – Site Oficial


Confins do Universo

• Outros artigos escritos por

.

  • Reginaldo Costa

    Não sei se meu psicológico aguenta esse… vamos deixar passar.

  • Excelente episódio! Falaram tudo o que eu penso sobre o filme. Divertido, bonito, mas com altos momentos bregas e com algumas piadas fora de timming. Sobre o Groot, ser uma máquina de vender dinheiro, os caras chegam a mandar ele pro “alfaiate” só pra ter um bonequinho variante!

  • Rafael Monteiro de Castro

    Excelente, como sempre, só discordo em um ponto: acho o primeiro filme um pouco superior, principalmente na amarração de roteiro e dosagem de humor.

    Alguns comentários:
    – O Taserface apareceu nos quadrinhos no Brasil, na revista Marvel Force da Globo, e foi traduzido como… Taserface! (Com certeza não era o Jota o tradutor na Editora Globo na época, vocês devem saber quem era).
    – O Krugarr aparece sim no filme e eu demorei muito pra lembrar quem era, baita personagem obscuro: o Dr. Estranho do Século XXXI!
    – O Ving Rhames fez Pulp Fiction, e não Kill Bill!
    – Também curti a coragem da Marvel em matar o SPOILER, mas, por outro lado, fiquei chateado porque a assim gente não vai ver todos os Guardiões originais reunidos no próximo filme.

    Grande abraço e parabéns!

    • Sidney Gusman

      Valeu, Rafael, pela correção a respeito do Ving Rhames. O Codespoti errou, mesmo.

      E eu estava na Marvel Force, na época. E nem lembrava! Hahahaha.

      Abraço

    • Tenho a especulação que o SPOILER vai retornar, como espírito mentor nos próximos filmes e agir através da SPOILER cibernética dele e no ipod do Peter Quill (afetando a arma através de um assobioestática no meio da música). Isso sem falar que tenho a forte impressão que, em ”Guerra Infinita”, quando veremos um crossover entre Vingadores e Guardiões, teremo uma possível cena de um Gavião Arqueiro herdando essa arma e a sando em seu arco. ;)

    • Pedro Bouça

      Eu quero muito ver os Guardiões originais em um filme. Eles sempre podem fazer uma cena em flashback com o SPOILER…

  • Amalio Damas

    Olá amigos! A questão do Ego ficar velho (além do óbvio de não usar efeitos especiais o tempo todo) foi aventado pelo Podcrastinadores que seria como o Peter Quill veria o pai dele como um homem mais velho, o que é uma explicação próxima, mas que não é explicado no filme. Samir, suspensão voluntária da descrença, lembre disso!!! Grande abraço!

  • Josival

    Parabéns turma, mais uma vez ficou muito bom!

    Acho que seria interessante um dia abordarem um filme com os GG das antigas, haveria muitas formas da Disney/Marvel abordar isto. Vamos esperar pra ver o que vai sair futuramente.

    Sei que tem que ter humor nos filmes, mas eu já não curto muito essas piadinhas, que cada vez mais estão exagerando na quantidade, e tem uma ou outra que não tem muita graça. Mas isso não vai me impedir de assistir e gostar ou não do filme, já que tem de ser apurado no contexto em geral.

    Fugindo de aventuras espaciais pra espada e fantasia, aguardo ansioso um podcast com um dos melhores gibis dos anos 80: A Espada Selvagem de Conan.

    Abraços a todos!

  • Alan Michael Scott

    Ótimo podcast como sempre, nem vi o filme ainda, mas não resisto a um confins do universo novo e sem querer desmerecer (nem pensem nisso), minha parte favorita foi quando o Sidão disse que estão preparando um podcast sobre AKIRA… Me arrepiei da cabeça aos pés, contagem regressiva a partir de agora, olha o que vocês fizeram!

  • Alessandro Souza

    A Parágona nasceu “menino”, em uma história do Hulk com o Dr. Estranho. Parecia um índio. Foi publicado pela RGE.

    • Pedro Bouça

      Eu lembro! Essa saiu do fundo do baú, hein?

  • Jônatas Siqueira

    Novo ouvinte aqui! Maravilhoso episódio, irei maratonar de certeza! :D

    • Que legal, seja bem-vindo! Maratona do Confins rules!!!

  • Pedro Bouça

    Um detalhezinho do podcast. A Serpente da Lua tem na verdade a sua primeira aparição com o INACREDITÁVEL nome de Madame MacEvil em uma revista do Homem de Ferro, logo antes da primeira aparição do Thanos (também no Homem de Ferro), mas Camarada Starlin não estava envolvido.

    A personagem tem o mesmo visual, mas é COMPLETAMENTE diferente na sua primeira aparição. Ela é uma vilã cientista maluca estereotipada, que parece ser mais velha do que a Serpente da Lua que conhecemos, e não demonstra poder algum, usando equipamentos tecnológicos, em particular um submarino controlado por uma IA meio doida, para enfrentar o ferroso. Ela aparentemente morre no final e tem toda pinta de ter sido criada como uma vilã descartável pelo Mike Friedrich, argumentista dessa edição.

    Eu diria que o Jim Starlin viu a história (afinal foi exatamente antes do primeiro número do Homem de Ferro que ele fez), gostou do visual (não havia mais nada para se gostar nela…) e o usou para criar uma personagem completamente diferente.

  • Pedro Bouça

    Sobre a Mantis, o problema dela é que os escritores dos anos 70 eram todos loucos de pedra!

    Exemplos:

    – Len Wein, o mais normal, tinha uma coleção de ursinhos de pelúcia. Não sei se ainda tem.
    – Marv Wolfman criou um avatar dele mesmo, Terry Long, nos Novos Titãs, um cara fracassado e irritante que, no entanto, conseguiu casar-se com a Donna Troy. Ele até hoje insiste, conta a opinião do resto do mundo, que Long era um bom personagem.
    – Steve Gerber era, bem, Steve Gerber.

    Já o Steve Englehart criou a Mantis como uma espécie de “Mary Sue” nos Vingadores. Ela era perfeita! Podia tudo, fazia tudo, até derrotou o Thor (sim, o Thor) com as mãos nuas! E repetia a ladainha todas as vezes em que trazia a personagem de volta (em diversas editoras, como mencionado).

    Quando ela foi usada como vilã por terceiros na saga The Crossing, Englehart ficou injuriado e não descansou até conseguir trazê-la de volta (retconeando tudo) em uma mini-série dos Vingadores. Na qual ela derrota o Thanos (sim, o Thanos).

    • James Howllet

      Oi Pedro, isso mesmo!
      Eu até achei que o Grant Morrison estava de farra na sua autobiografia, mas o Steve Howe não só confirmou como relatou mais causos estranhos daquela galerinha.
      O que mais me surpreendeu foi Claremonth (e a esposa!) envolvido com o mundo sadomaso, além de integrar fraternidades de bruxaria!

      • Pedro Bouça

        A história que eu ouvi do Claremont era escabrosa demais para se repetir…

    • Pedro Bouça

      Aliás, o maluco já está reclamando da versão de cinema da Mantis:
      https://www.bleedingcool.com/2017/05/21/mantis-creator-isnt-pleased-portrayal-guardians-galaxy-vol-2/

  • Mais um grande episódio, parabéns mesmo. Só uma: o Magus não é o Adam Warlock do futuro como o Samir falou, ele é a contraparte maligna dele, quando este fez um expurgo de suas partes mais extremas para se tornar um deus mais justo quando estava em posse da manopla do infinito. Forte abraço a todos.

    • Samir Naliato

      Eu não disse isso não! Valeu por ouvir o podcast! :)

      • Eita!? Mas alguém disse né?
        Ou acabei comentando no podcast errado? Tenho que parar de ouvir tantos e depois ir comentando um por um. Hahaha. Grande abraço.

    • Pedro Bouça

      Houve duas versões do Magus. A original, que apareceu nas histórias do Warlock feitas pelo Jim Starlin nos anos 70, era uma versão futura mesmo, que se tornou o dirigente da Igreja Universal da Verdade.

      A de Guerra Infinita era de fato o lado mau que Warlock expulsara de si próprio.

      Portanto, ambos estão corretos!

  • James Howllet

    Adorei!
    O defeito que aponto é mais por gosto pessoal mesmo. Não aprecio tanto filmes com um ritmo alucinante (é sério!). E não ajudou nada Eu ter pego uma sessão com 3D…

  • Antonio Junior

    Se fosse a Fox ou qualquer outra mostrando os vigias não teria a mesma fidelidade visual que esses tiveram. Que excelente ver um filme de super herói sem vergonha de ser um filme de super herói. Esse papo de realismo enche o saco ! Se tudo virar isso, satura. O importante é a variedade.

  • codespoti

    Está corretíssmo! Marvel Previw número 11. Eita senilidade…

  • Venho por meio deste, e tão somente este, lhes entregar meus sinceros PARABÉNS, que belo podcast. Como fã de quadrinhos que sou vos digo, vida longa ao confins do universo, tá compreendido!!?

  • Te conheço, oras meu rapaz…

  • Priscila Mantovani

    Gostei muito do posdcast como sempre muito informativo !!!