Confins do Universo 061 – Dos bonequinhos aos action figures

Por Samir Naliato
Data: 17 outubro, 2018

Todos nós do Confins do Universo somos grande fãs e colecionados de quadrinhos, é claro.

Mas, nesse mundo do colecionismo, temos afinidades com diversos outros produtos, tenham eles (ou não) origem na nona arte. E isso inclui action figures (nossos queridos bonequinhos) e estatuetas. Por isso, relembramos alguns dos que mais nos marcaram, as loucuras para comprar essas peças e os lugares para guardar tanta coisa.

Para este bate-papo, a equipe do podcast recebe Eder Pegoraro, que trabalha na Iron Studios e escreve sobre o assunto para a revista Mundo dos Super-Heróis.

E ainda: mensagens dos ouvintes!

Confins do Universo 061 – Dos bonequinhos aos action figures

.

Participantes

_____________________________________________________________

Comentado neste programa

_____________________________________________________________

Contato

Envie a sua mensagem com sugestões, elogios ou críticas: podcast@universohq.com
Mensagem de voz via Whatsapp para (11) 94583-5989
Redes sociais: Twitter – Facebook – InstagramGoogle+Youtube

_____________________________________________________________

Assine o Confins do Universo

Feed RSS – http://podcast.universohq.com/feed/
iTunes Store
Spotify

_____________________________________________________________

Confins do Universo em vídeo

Canal do Universo HQ no YouTube

_____________________________________________________________

Edição e Sonorização

O Confins do Universo é editado por Rádiofobia Podcast e Multimídia.

_____________________________________________________________

Narração de abertura e encerramento

Guilherme Briggs – Twitter – Facebook – Instagram

_____________________________________________________________

Logotipo

Damasio Neto – Facebook – Instagram

_____________________________________________________________

Ilustração do Confins do Universo

Daniel Brandão (versão 1) – Twitter – Facebook – Site Oficial
Vitor Cafaggi (versão 2) – Twitter – Facebook – Instagram

Confins do Universo, por Vitor Cafaggi

• Outros artigos escritos por

.

.

.

  • Leandro Carlos

    Baixando

  • Stephan

    Antes mesmo de a Marvel e DC fazerem crossovers, a garotada já colocava os super-heróis dessas duas editoras para brigarem entre si. Graças à Gulliver, cujas figuras de vinil são eternas!

  • Mais um ótimo episódio e muito obrigado por responderem a minha pergunta do whatsapp. Bacana demais poder participar disso!!

  • Rafael Monteiro de Castro

    Detalhe que faltou falar sobre o Snake Eyes: No Brasil, foi lançado como O Invasor, ou seja, um vilão. A Estrela não mudava só os nomes, mas também a índole de alguns personagens. Abs!

  • Andrecio

    Sobre a publicação de Lost Girls, a Mythos adiou para ano que vem devido as diversas crises do nosso mercado editorial

  • stefanobahia

    COMANDOS EM AÇÃO !! GI JOE !!!

  • Andre Freitas

    Se a Estrela lançar o helicóptero do Falcon, aí não tem jeito, compro sem ver preço!!

  • Vartoco

    Bom demais esse episódio. Como o meu mundo de criança foi os anos 1980, He-Man e Gi Joe foram os meus preferidos! Naquela época eu desconfiava que o “bonequinho” do He-Man tinha alguma coisa do Conan. Achava as ilustrações das embalagens muito f…! Quando cresci um pouco virei fã do Conan. Hoje coleciono o que posso em relação aos dois! Mas priorizo sobretudo quadrinhos deles e de outras franquias dos anos 1980 como Transformers, TMBT e Thundercats. Mas os prediletos são Conan e He-Man mesmo.

  • Rodrigo

    O episodio de He-Man no documentário “Brinquedos que marcaram epoca” é muito bom, a equipe criativa fala muito dessa semelhança com Conan e de como a nova linha de bonecos tinha que se diferenciar do universo Star Wars que dominava as lojas na epoca

  • Natanael Floripes

    Faltou falar alguma coisas das figures japonesas, a maioria baseadas em personagens de anime e games. Existe uma quantidade absurda. Voltei a Tóquio agora em janeiro e visitei algumas lojas que vendem figures no fantástico bairro chamado Akihabara… uma coisa de louco. Mas não precisa ir lá pra ter uma idéia, pois a internet está cheia de imagens. Sugiro o sítio da loja especializada AmiAmi.

  • Willian Spengler

    Uma explosão ao passado!
    Uma explosão ao passado com generosas, cavalares doses de nostalgia!
    Cast incrível, senhores!
    Eu tive um Falcon “Olhos de Águia” também. Lembro que era um preço bem considerável, no início dos anos 1980.
    Da Gulliver, alem dos clássicos soldadinhos de plástico e dos bonecos dos desenhos “desanimados” da Marvel, tive o Aranha e o Magneto da “Secret Wars”.
    Da série Super Powers, tenho o Cyborg e o Brainiac.
    Playmobil, da Troll…
    Comandos em Ação também tenho alguns bonecos, inclusive o “Mastim”, o primeiro boneco à esquerda, na vitrine. O Rambo com camisa e lança chamas, também da vitrine, eu tenho! 😁
    Com exceção do Falcon, todos sobreviveram ao inclemente tempo e hoje fazem a alegria do meu filho de 7 anos. Aliás, ele pirou com o (re) lançamento do Falcon. O “Explorador” e o “Salto Fantástico” ele ja tem e agora está de olho no Torak.

    Obrigado, amigos! Obrigado!

    Saudações!

    Willian Spengler

  • Caras, adorei esse programa! Baita viagem nostálgica!… Me vi muito, várias vezes! Abraço!

  • Ah, sim: espero que alguém traga a coleção das estátuas de quadrinhos italianos para o Brasil! Leio Júlia desde o número 1 e adoraria ter as estátuas das personagens da história!

  • Alessandro Souza

    Faltaram as miniaturas dos personagens DC da Pepsi do início dos anos 80.

  • Rezo Inverse

    A minha maior fonte de gastos atualmente = Bonequinhos!
    Comecei comprando “apenas” um, anos atrás, e hoje já tenho mais de 30.kk Taí uma coisa que realmente vicia depois que se começa a comprar.

  • Rezo Inverse

    Como meu herói favorito é o Superman, eu só foquei nele nas coleções da Eaglemoss – e na Supergirl, por ser da família. Mas além das HQ’s (tenho umas 3 caixas de cesta básica delas, tirando os Encadernados de Marvel e DC), o que mais cresce são os itens de Dragon Ball. A anos comprando figuras escala 1:12, cada uma a mais de 200 e ainda sinto que tá pouco.rs

    Já são duas estantes cheias de action figures aqui em casa e ainda quero multiplicar e muito isso, com mais figuras da Trilogia Nolan e outras do MCU. Quando pequeno comprava mais e mais DVD’S. Hoje tem que ter um “pouco” de tudo.

  • Fala, galera! Recomendamos o Confins no nosso último episódio o/

    https://www.podtag.com.br/tageando-06-por-dentro-do-nubank

    Parabéns pelo excelente trabalho e que venham muitos anos de sucesso na podosfera! :D