Seriado Demolidor é uma ótima adaptação dos quadrinhos

Por Sérgio Codespoti
Data: 13 abril, 2015
Aviso aos leitores: este artigo lida com fatos ocorridos no seriado do Demolidor lançado recentemente na Netflix, que podem prejudicar o seu prazer ao assitir.

 

A Marvel Studios acertou mais uma vez. Demolidor (Daredevil) é uma ótima adaptações das HQs do herói para a TV.

Se você não assistiu Demolidor porque estava esperando uma recomendação positiva, não perca mais tempo. Vá sem medo!

Para fazer uma comparação, o seriado do Demolidor – cuja classificação etária nos Estados Unidos é TV-MA (desaconselhável para menores de 17 anos) e, no Brasil, indicado para telespectadores a partir dos 18 anos  – pode ser visto como parte do selo Max (a linha de quadrinhos adultos da editora), dentro do Universo Cinematográfico Marvel.

O seriado Demolidor, uma produção da Marvel TV, criada por Drew Goddard, estreou na rede Netflix no dia 10 de abril. Como outros produtos distribuídos pela Netflix, a primeira temporada inteira, 13 episódios, ficou disponível imediatamente.

Placa da firma Nelson e MurdockPlaca da firma Nelson e Murdock

A trama se baseia em várias HQs. Para narrar a origem do personagem, foi usada a minissérie Demolidor – O Homem Sem Medo, de 1993, de Frank Miller e John Romita Jr., que reconta o início da vida do personagem (baseado em Demolidor # 1, de 1964); e Demolidor – Amarelo, de 2001, série de Jeph Loeb, chefe da divisão de TV da Marvel, e um dos produtores executivos do programa.

Já a narrativa principal, que apresenta Matthew Murdock (Charlie Cox), Foggy Nelson (Elden Henson), Karen Page (Deborah Ann Woll), Wilson Fisk (Vincent D’Onofrio), Vanessa Marianno (Ayelet Zurer) e Ben Urich (Vondie Curtis-Hall), se baseia no arco Jogo de Poder (Gang War), de Frank Miller, iniciado com a HQ O Rei tem Que Morrer (The Kingpin Must Die), em Daredevil # 170, de 1981.

Outra história importante, A Queda de Murdock (Daredevil – Born Again), também foi usada como referência para alguns personagens e incidentes, mas não serviu de base para o roteiro do seriado.

Demolidor é uma obra bastante fiel ao material de referência, com algumas cenas idênticas aos quadrinhos. Em alguns casos, mesmo quando se desvia do original, respeita a essência e o espírito dos personagens e do seu contexto.

Dentre os roteiristas e desenhistas de quadrinhos creditados na série estão: Stan Lee, Bill Everett, Frank Miller, Bill Everett, Roger McKenzie, John Romita, Jeph Loeb e Christos N. Gage.

Charlie Cox, como Matthew MurdockDemolidor

A primeira sequência do episódio de estreia estabelece três coisas: Matthew Murdock sempre foi um herói; Matt é o centro do mundo de seu pai, Jack Murdock (papel de John Patrick Hayden); e mostra o acidente no qual o protagonista ganhou seus poderes.

Matthew ainda garoto (numa boa atuação de Skylar Gaertner) se joga na frente de um caminhão carregado de substâncias tóxicas, para salvar a vida de um homem prestes a ser atropelado. O líquido que vaza de um dos barris deixa o garoto cego, mas amplia seus outros sentidos. A sequência numérica nos barris (0464XXXX) é a data na qual a primeira revista do Demolidor foi publicada, em abril de 1964.

Esse acidente, aliás, serviu de base para a criação, na década de 1980, da revista independente Tartarugas Ninja (Teenage Mutant Ninja Turtles), inicialmente uma paródia. As heroínas esverdeadas surgiram graças ao mesmo material tóxico. Por sua vez, as Tartarugas foram fonte de inspiração para o título Radioactive Blackbelt Hamsters (Hamsters Radioativos Faixas-pretas), de curta duração.

No mesmo episódio, fica estabelecida a relação de Murdock com a igreja católica, particularmente com o Padre Lantom (interpretado por Peter McRobbie), personagem que aparece em algumas HQs de Os Fugitivos (The Runaways). Na internet, alguns leitores estão confundindo-o com o Padre Francis Xavier Delgado, das aventuras de Manto e Adaga (Cloak & Dagger).

O diálogo entre Matt e o padre, no qual o herói reflete sobre seu pai, também é sugestivo pela natureza interior do personagem; do demônio interior (um alusão direta à palavra devil, demônio em inglês) e seus segredos; e é um paralelo da atitude de seu alter-ego, o Demolidor, quanto aos criminosos.

Existem diversas cenas com o passado de Matt e Jack Murdock, muitas delas no ginásio Fogwell, um centro de treinamento para boxeadores usado nas HQs do herói. Outro local conhecido dos leitores é o bar Josie’s. O lugar e sua proprietária também estão no seriado.

Deborah Ann Woll, como Karen PageElden Henson, como Foggy Nelson

Cox está excelente como Demolidor. Ele consegue explorar a dualidade da vida do personagem e tem bom desempenho nas cenas de ação (independentemente do uso de dublês nas mais complicadas). Vale notar que as sequências de ação, particularmente as lutas, são um dos pontos altos da série.

Outra figura conhecida dos leitores também está no primeiro episódio: Turk Barrett (papel de Rob Morgan), conhecido no Brasil como Tucão. Nos quadrinhos, ele fez sua primeira aparição em Daredevil # 69, em 1970, e foi criado por Gary Friedrich, Roy Thomas e Gene Colan, mas só ganhou destaque durante as histórias de Frank Miller.

Essa não é a primeira aparição do criminoso na TV: ele também participa do telefilme The Trial of the Incredible Hulk (O Julgamento do Incrível Hulk, no Brasil), de 1989, interpretado por Mark Acheson.

A sequência no cais, na qual Matt aparece pela primeira vez com sua roupa preta com um capuz como disfarce é uma referência a Daredevil # 169, em que o Demolidor enfrenta Tucão e outros capangas do vilão Eric Slaughter, que no seriado foi substituído pelos irmãos russos: Vladimir Ranskahov (Nikolai Nikolaeff) e Anatoly Ranskahov (Gideon Emery).

Os russos, a Yakuza e a Tríade – posteriormente, a verdadeira natureza dessas organizações orientais será revelada, como veremos abaixo – são os parceiros de Leland Owlsley (Bob Gunton) e Wilson Fisk.

Logo de início, existem pistas de que Nobu (Peter Shinkoda) e Madame Gao (Wai Ching Ho), os chefões da suposta Yakuza e da Tríade, são mais do que aparentam. Num encontro entre os criminosos numa noite gelada, Owlsley pergunta a Nobu se ele pode pelo menos fingir que está com frio. Gao, que também não está agasalhada, apenas ri.

Nos quadrinhos, Leland Owlsley é o Coruja, vilão que surgiu em Daredevil # 3, em 1964, e que, embora seja um rival de Fisk, o Rei do Crime, muitas vezes atua como seu aliado ou capanga. Na TV, Owlsley é um homem de finanças de Wall Street, um habilidoso contador, manipulando o dinheiro de diversas quadrilhas. Mas, como nas HQs, lealdade não é uma de suas características marcantes.

Vincent D'Onofrio, como Wilson Fisk Rosario Dawson, como Claire Temple

Aliás, nas HQs, o Coruja também era inicialmente um grande homem de negócios, “A Coruja de Wall Street”, cujas falcatruas o levaram a ser procurado por fraude e evasão de divisas e o levaram a uma carreira de crimes mais violentos.

Mas o principal vilão é o Rei do Crime, Wilson Fisk. Comandando a cena dos bastidores enquanto seu capanga Wesley realiza seus planos, ele é um ótima construção de Vincent D’Onofrio e, embora seja essencialmente o mesmo personagem dos quadrinhos, ganhou mais nuances.

A série explora o passado de Fisk, mostra seu pai, o abusivo político Bill Fisk (Domenick Lombardozzi), e sua mãe, Marlene Fisk, personagem que é interpretada por duas atrizes em épocas diferentes, Angela Reed, quando jovem, e Phyllis Somerville quando já está velha e usando o nome Marlene Vistain.

Além de suas obsessões, astúcia e a natureza violenta de sua personalidade, o espectador também verá a relação de amor que Fisk possui com Vanessa, e até com a cidade de Nova York. Ao contrário dos outros personagens, ele sabe quem Nobu representa e suspeita das origens de Madame Gao.

Outra curiosidade está nas menções a Don Rigoletto. O mafioso era o chefe do crime na cidade antes de ser suplantado por Fisk e seus parceiros, com uma conexão direta ao pai do criminoso. Nos quadrinhos, Wilson Fisk era o guarda-costas de Rigoletto, e o mata para tomar seu lugar, em Demolidor – O Homem Sem Medo.

Numa cena entre Fisk e Vanessa, ela menciona um antigo namorado que se vestia de branco e usava um “plastron” (um tipo de lenço ou gravata conhecido como Ascot, em inglês), uma referência óbvia ao visual do Rei do Crime nos quadrinhos.

Outra alusão a esse visual: Ben Urich usa a carta do rei de ouros (King of Diamonds, em inglês, cuja tradução literal é Rei de Diamantes) para designar o rei do crime em sua parede. Nas HQs, várias vezes o Rei do Crime usou um diamante sobre a gravata ou até no cabo de sua bengala.

Uniforme final do DemolidorUniforme final do Demolidor

Foggy Nelson é o parceiro de Matthew Murdock na firma de advocacia Nelson e Murdock. Eles estão no começo de sua carreira, acabam de alugar seu escritório na Cozinha do Inferno (um bairro de Manhattan), uma região que está sendo renovada após a “Batalha de Nova York”, uma referência à destruição que a cidade sofreu durante o ataque alienígena das forças de Loki, em Os Vingadores. O incidente é mencionado em diversas passagens da série e é uma das reportagens de destaque do jornalista Ben Urich.

O primeiro cliente da dupla é Karen Page, uma moça que está sendo acusada de assassinato, mas se diz inocente. Ela é o pivô da trama e o início de uma trilha que força o Demolidor a investigar uma conspiração criminosa ao seu redor, que culminará com o confronto entre o herói e Wilson Fisk.

Page surgiu na primeira história do Demolidor. No seriado, a personagem interpretada por Deborah Ann Woll não é apenas uma moça inocente ou a secretária que divide as afeições dos dois advogados. Ela é ativa, relevante e possuiu um passado misterioso. Muito mais próxima da Karen de Frank Miller, em A Queda de Murdock, do que a mocinha criada por Stan Lee. Sua fluência em espanhol, por exemplo, sugere sua passagem pelo México, como visto na HQ citada acima.

Nos quadrinhos, Karen Page viaja para a costa oeste em busca de uma carreira no cinema. Ela participa de alguns filmes, vira coadjuvante nas aventuras de Johnny Blaze, o Motoqueiro Fantasma, antes de retornar à vida do Demolidor, viciada em heroína e com um passado que inclui pornografia e prostituição.

A influência da história A Queda de Murdock também pode ser vista na presença de James Wesley, o eficiente e leal braço direito de Fisk, numa excelente interpretação de Toby Leonard Moore.

Talvez a maior diferença esteja na história do jornalista Ben Urich. Nas HQs, ele é uma presença constante infernizando a vida de vários corruptos e criminosos. Além disso, conhece a identidade secreta do Demolidor. O destino de Urich no seriado é surpreendente e muito diferente, mas está dentro do contexto do personagem e funciona bem dentro do enredo do seriado.

Ben UrichBen Urich

Dentre as manchetes que se destacam de Urich estão Battle in NY, a já citada referência a Os Vingadores e Terror in Harlem, quando Hulk e o Abominável lutam em O Incrível Hulk (The Incredible Hulk), película de 2008.

Urich e Karen têm uma relação diferente das HQs, mais interessante, que além de avançar a trama, ajuda a criar personagens realistas, com outras sutilezas.

A enfermeira Claire Temple, interpretada por Rosario Dawson, é a fusão de duas personagens das HQs: Linda Carter, a Enfermeira Noturna e Claire Temple.

Linda Carter surgiu na editora Atlas, na revista Linda Carter – Student Nurse, em 1961. Depois, reapareceu no Universo Marvel em Night Nurse, a Enfermeira Noturna (publicada no Brasil pela antiga extinta Gorrion, como Enfermeira da Noite), em 1973. Sua relação com o Demolidor foi estabelecida nas histórias de Brian Bendis.

Claire Temple foi criada por Archie Goodwin e George Tuska, em Luke Cage –Hero for Hire # 2, publicada em 1972. Ela é a ex-mulher do Dr. Bill Foster (o super-herói Golias Negro) e ex-namorada de Luke Cage, personagem que será interpretado por Mike Colter, nos seriados AKA Jessica Jones e Luke Cage, ambos da Marvel TV e da Netflix.

No primeiro encontro entre Matt e Claire, ela o chama de Mike, porque ele não quer revelar seu nome. Trata-se de uma referência dupla: o nome completo do herói é Matthew Michael Murdock, e o apelido de Michael é Mike.

Além disso, existe um arco de histórias em Daredevil, na década de 1960, no qual, para evitar que Foggy e Karen descobrissem que ele era o Demolidor, Matt inventa um irmão gêmeo chamado Mike. O personagem fez parte da revista por mais de um ano e Murdock alternava sua vida com dois outros alter egos, o Demolidor e seu “irmão”.

Outra homenagem: o escritório vizinho ao dos advogados chama-se Atlas Investments, e o logo da empresa é idêntico ao da editora e distribuidora Atlas, da década de 1950, que antecedeu a Marvel Comics.

Logo da Atlas em DemolidorLogo da Atlas em Demolidor

Stick também participa da série, numa boa interpretação do veterano Scott Glenn. Aliás, o ator traz no seu currículo um filme que também está ligado às artes marciais e à cultura japonesa, chamado O Desafio (The Challenge), de 1982, dirigido por John Frankenheimer e com atuação de Toshiro Mifune.

O mentor do Demolidor faz parte de uma organização chamada A Casta, que é a grande rival do Tentáculo. O líder da Casta é o mestre Izo, que já apareceu na revista do Demolidor e também possui relação com um dos livros sagrados de K’un-L’un, segundo o Punho de Ferro.

Além de Stick, que aparece tanto no presente quanto em flashbacks, outro membro da Casta, o Pedra (Stone), também é visto brevemente, numa cena idêntica a Demolidor – O Homem Sem Medo # 2, ilustrado por John Romita Jr.

Os outros vilões da série

Melvin Potter (Matt Gerald) é um alfaiate que se torna um supervilão chamado Gladiador. Nos quadrinhos, ele é um alfaiate que cria ternos feitos com um material protetor para Wilson Fisk, Leland Owlsley e até ajudará Matt Murdock a criar seu uniforme.

Além disso, é possível ver em sua oficina o logo do Gladiador, um desenho de suas lâminas de arremesso e até parte da armadura do Metaloide (Still-Man), outro vilão cuja roupa foi usada por Tucão, numa HQ de Frank Miller. O cartaz com um gladiador é uma homenagem á capa de Daredevil # 226, de David Mazzucchelli.

Potter também fala de Betsy. Nos quadrinhos, Betsy Beatty é uma assistente social que o ajuda diversas vezes.

Cartaz que faz homenagem à capa da revista Demolidor # 226Cartaz que faz homenagem à capa da revista Demolidor # 226

Os leitores mais atentos vão lembrar que o ator Matt Gerard apareceu como o presidiário White Power Dave no curta-metragem do Homem de Ferro, All Hail The King, estrelado por Ben Kingsley, como o falso Mandarim.

O Tentáculo (The Hand) finalmente surge no nono episódio. Nobu se revela não como um agente da Yakuza, mas um membro dessa sociedade secreta japonesa. O nome pode até ser uma referência a Kagenobu Yoshioka, o homem que fundou a organização em 1588. Em Demolidor, ele aparece completamente caracterizado como um ninja do Tentáculo, numa ótima sequência de ação contra o herói. Seu destino final também é uma alusão à maneira como os membros da organização criminosa são destruídos.

Madame Gao também parece ser muito mais do que uma simples chinesa traficante de heroína. Seu produto é marcado com o símbolo de uma serpente vermelha e chamado de “Steel Serpent” ou Serpente de Aço, nome do vilão Davos, inimigo do Punho de Ferro, que possui a tatuagem de uma serpente no peito idêntica ao símbolo da droga vendida pela vilã.

Davos também possui relações com Mother Crane, personagem da revista The Immortal Iron Fist, que é uma das governantes da cidade mística de Ku’n-Zi. É possível que Gao seja Mother Crane – uma vez que ela derrota o Demolidor com apenas um golpe –, ou alguma outra vilã de K’un-L’un, o local de origem do Punho de Ferro.

A luta entre Carl “Crusher” Creel – que posteriormente se torna o supervilão conhecido como Homem Absorvente – e Jack Murdock foi vista nas HQs em Demolidor – Amarelo. Creel, já com superpoderes, também apareceu na segunda temporada de Agentes da S.H.I.E.L.D.

Cartaz da luta entre Carl "Crusher" Creel e Jack MurdockCartaz da luta entre Carl “Crusher” Creel e Jack Murdock

Elektra é mencionada por Foggy, como “aquela garota grega”, dos tempos de Matt Murdock na universidade. No cinema, ela foi interpretada por Jennifer Garner tanto em Demolidor (2003), quanto em Elektra (2005). Nos quadrinhos, Elektra Natchios é uma ex-namorada do Demolidor, treinada pelo Tentáculo que se torna uma assassina profissional. Posteriormente, trai o Tentáculo e se torna uma das maiores inimigas da organização.

O Mercenário (Bullseye) não é citado nominalmente, mas o atirador que quase mata o detetive Blake, a serviço de Wilson Fisk, possui um ás de espadas, uma característica marcante do supervilão, em sua sacola.

Roscoe Sweeney, também conhecido como Fixer, é um vilão especializado em promover lutas com resultado combinado, como o combate entre Carl Creel e Jack Murdock. Ele surgiu nos quadrinhos em Daredevil # 1, e foi visto diversas vezes, incluindo Demolidor – O Homem sem Medo e Demolidor – Amarelo.

A corporação Roxxon, que já foi mencionada em diversos filmes (O Incrível Hulk, Homem de Ferro etc.), também é citada na série, durante um processo defendido pela firma Landman / Zack, que leva Matt a desistir de trabalhar com legislação corporativa.

O assassino do Sr. Prohashka (Peter Claymore) no boliche é John Healy (Alex Morf). A destreza do vilão e a natureza do crime, usando a bola de boliche, sugerem uma possível conexão com o criminoso Sinuca (Oddball), cujo nome verdadeiro Elton Healey.

Outras Curiosidades

Agentes da S.H.I.E.L.D. possui mais uma conexão com Demolidor. O orfanato St. Agnes, no qual Matt Murdock cresceu após a morte de seu pai, é o mesmo lugar onde Skye (ou Daisy Johnson) passou sua infância.

Agente Carter também possui uma ligação – pequena – com a série do Demolidor. No curta-metragem Agente Carter, que antecedeu o seriado, Peggy Carter atrapalha os planos da organização criminosa Zodíaco. Cornelius Van Lunt, também conhecido nos quadrinhos como Taurus, é o líder desse grupo.

Existem duas menções a Van Lunt em Demolidor. A empresa Van Lunt Real State Co. é a proprietária do escritório que Nelson e Murdock alugam para usar como escritório, no primeiro episódio.

Além disso, durante o jantar de gala para os investidores do projeto de reconstrução da cidade, organizado por Fisk, Owlsley menciona Van Lunt e seus colegas interessados em astrologia. Van Lunt é o proprietário do local onde o evento foi realizado.

Logo da empresa de Van Lunt (invertido, à esquerda) e na posição correta (à direita), para facilitar a leitura.Logo da empresa de Van Lunt (invertido, à esquerda) e na posição correta (à direita), para facilitar a leitura.

Nesse jantar também aparece o senador Randolph Cherryh (Jonathan Walker), um político corrupto ligado a Wilson Fisk, nas HQs de Miller, e que surgiu em Daredevil # 177, em 1981.

A tentativa de assassinato a Vanessa Marianna – que nessa época, diferentemente dos quadrinhos, ainda não havia assumido o sobrenome de seu futuro marido, Wilson Fisk –, que ocorre durante o evento de gala, é outra alusão aos eventos de Gang War, na qual a personagem é sequestrada pelos inimigos de Fisk, numa tentativa de mudar sua posição. Ela ficará em coma por um tempo, outra referência aos eventos das HQs.

No nono episódio, também existe uma referência verbal a “Richmond”, um dos convidados da festa. Nos quadrinhos Kyle Richmond, o alter ego do super-herói Pássaro Noturno (Nighthawk), é um dos membros dos Defensores (e também do Esquadrão Sinistro e do Esquadrão Supremo), grupo que será o alvo do quinto e último seriado desse pacote de programas da Netflix.

O container que carrega a criança que foi chamada por Nobu de Black Skye, pertence à Asano Robotics (o texto em japonês foi identificado por vários leitores), empresa de Yoshida Asano, um inimigo do Homem de Ferro, mais conhecido como Samurai Steel.

É possível que a verdade sobre Black Skye seja revelada numa nova temporada do Demolidor, ou até na série do Punho de Ferro, prevista para 2016.

No último episódio, é mostrada uma manchete de jornal com uma imagem do Demolidor usando o uniforme vermelho, que é a capa de Daredevil – Volume 2 # 60, de Brian Bendis e Alex Maleev.

A rede de TV WHIH usada no seriado já apareceu no Universo Cinematográfico Marvel, em Homem de Ferro 2, O Incrível Hulk, Agentes da S.H.I.E.L.D. etc.

Até Stan Lee aparece no seriado, num quadro na parede da entrada da delegacia de polícia, no último episódio.

Demolidor
Duração: 13 episódios entre 48 e 58 minutos
Estúdio: Marvel TV e Netflix
Elenco: Charlie Cox, Elden Henson, Deborah Ann Woll, Rosario Dawson, Vincent D’Onofrio, Vondie Curtis-Hall, Bob Gunton, Ayelet Zurer, Toby Leonard Moore, Rob Morgan, Wai Ching Ho, Peter Shinkoda, Nikolai Nikolaeff, John Patrick Hayden, Skylar Gaertner

Personagens de O DemolidorPersonagens de Demolidor

• Outros artigos escritos por

.