Confins do Universo 011 – Quadrinho Europeu

Por Samir Naliato
Data: 9 março, 2016

Bienvenue, caro amigo do Confins do Universo! Neste episódio, falamos sobre um tema que vinha sendo pedido pelos nossos ouvintes desde que o podcast começou: quadrinhos europeus!

Saiba mais sobre os grandes clássicos, autores, as diferenças entre o mercado europeu e os demais, obras que já foram publicadas no Brasil e a recente leva de trabalhos do Velho Continente que chegaram aqui por diversas editoras.

E aí vai uma dica: pegue papel e caneta e ouça fazendo anotações para correr atrás dos títulos mencionados!

Preparados para esta viagem? Por Tutatis!

Confins011_des

.

Participantes

_____________________________________________________________

Confins do Universo recomenda

_____________________________________________________________

Comentado neste programa

_____________________________________________________________

Contato

Envie a sua mensagem com sugestões, elogios ou críticas: podcast@universohq.com
Envie a sua mensagem de voz via whatsapp para (11) 95498-2088
Redes sociais: Twitter – Facebook – InstagramGoogle+Youtube

_____________________________________________________________

Assine o Confins do Universo

Feed RSS – http://podcast.universohq.com/feed/
iTunes Store

_____________________________________________________________

Edição e Sonorização

O Confins do Universo é editado por Rádiofobia Podcast e Multimídia.

_____________________________________________________________

Narração de abertura e encerramento

Guilherme Briggs – Twitter – Facebook – Instagram

_____________________________________________________________

Ilustração do Confins do Universo

Daniel Brandão – Twitter – Facebook – Site Oficial

Confins do Universo

• Outros artigos escritos por

.

  • Show. Espero que mencionem Michel Vaillant!

    • Sidney Gusman

      Foi citado, sim!

  • Marcelo Naranjo

    Parece que fizeram uma piadinho tirando sarro de leitores de super-heróis.
    E digo mais, ledo engano, parece que fui eu o autor de tal piadinha.
    Fica o aviso: EU TAMBÉM SOU LEITOR DE SUPER-HERÓIS, ok?
    Foi só pra não perder a tirada…
    ;-)

    • Sidney Gusman

      Nem precisava explicar. A tirada foi magnífica.

      • Marcelo Naranjo

        É que, às vezes, vai que dá aquela mágoa lá no fundo do coração da pessoa, Sido! ;-)

        • Leo B.

          Eu diria que é aquela dificuldade de interpretar algo tão simples, Nara! ;)

    • Já que tocaram na ferida… existe tanto material europeu bom (não só europeu, já tem nacionais no mesmo patamar), mas os leitores de super-heróis preferem continuar presos a quadrinhos como Eixo, Novíssimos Vingadores ou Fim dos Tempos e tratam os demais com preconceito… Quadrinho europeu é a nata! :)

      • stefanobahia

        citaria também hq, argentina, japonesa, brasileira…

  • Reginaldo Costa

    Muito bom. Como grande fã do tintin fiquei curioso pra saber qual a possível novidade.

  • Reginaldo Costa

    Gostaria que a equipe fizesse um podcast sobre quadrinhos digitais. Um tema muito polêmico e eu gostaria de saber a opinião de cada um e o porque de editoras como a panini parecerem ignorar (propositalmente) esse nicho de mercado que parece tão relevante em outros países.

    • Sidney Gusman

      Dica anotada!

  • Sidney Gusman

    Legal que curtiu, Dimas! E, rapaz, você tem a coleção da Porrada! Special? Que barato!

    • Dimas Mützenberg

      Então Sidão. Foi espetacular esse episódio. Quanto à Porrada, as que eu tenho é a Porrada Erótica, não a Special = /

  • Transeunte

    O Gusman continua gritando no podcast? Eu gosto do pod de vocês, mas o Gusman não consegue manter o tom em um nível agradável, chegando a irritar muitas vezes.

    • Marcelo Naranjo

      Ah é só na abertura e é pela diversão do negócio.
      Mas baixa o volume uai.

    • Sidney Gusman

      Eu falo alto naturalmente, mas as alterações de voz acontecem em momentos mais empolgados. Ficarei atento.

    • Rogério Fernandes

      Poxa, a empolgação é o charme do podcast. Senão vira noticiário da CBN. :)

      • Dimas Mützenberg

        De acordo

        • Sidney Gusman

          Obrigado. Penso igual. E não vão me ouvir falar em tom monocórdico jamais.

  • Leo B.

    Prezados,

    Que AULA sobre quadrinho europeu! Mais um episódio que saio recheado de informações e com a certeza de que vou gastar um bocado de dinheiro com tanta referência e recomendação citada.

    Ouvi duas vezes na sequência este episódio mas ainda vou ter que ouvir mais umas três para conseguir anotar tudo que é pertinente do que foi falado por vocês.

    Quanto a distribuição Europeia, infelizmente, em nem todos os países a coisa é tão magnífica quanto o Sérgio Codespoti comentou que é em Luxemburgo. Morei por 10 meses na República da Irlanda e era uma tristeza encontrar quadrinho europeu, até mesmo nas lojas mais especializadas (como a Forbiden Planet) dava/dá mais importância ao mercado editorial norte-americano, mas o que vi era de encher os olhos, como belíssimas edições (muito bem) encadernadas de Judge Dredd, já em supermercados, infelizmente, o que eu mais encontrava era uma variedade desnecessária de revistas de fofocas e tabloides sensacionalistas e nenhuma HQ, uma pena.

    Mais uma vez, parabéns pelo belíssimo e -como diria o Sidão- especialíssimo trabalho no podcast!

    Forte abraço, pessoal!

    • Pedro Bouça

      Europa é o continente. As ilhas são territórios bárbaros!

  • Sergio Placido

    Saudações de Portugal

    Não referiram a melhor BD Europeia de Ficção Cientifica, Vallerian

    Pena que Blake e Mortimer seja desconhecido no Brasil. O autor EP Jacobs é por muitos considerado o melhor autor de Linha Clara, superando o Herge (do qual foi colaborador)

    • Sim, lamentável que Blake e Mortimer ainda não tenham ganhado espaço no Brasil. Mas quem sabe com essa nova leva de títulos que estão chegando aqui a Avec ou a Sesi-SP não resolvem lança-los…

      • Pedro Bouça

        Eu adoro Blake e Mortimer, mas não sei se o público atual não o acharia antiquado.

        • Sidney Gusman

          Infelizmente, tenho que concordar com o Pedro. Uma pena.

    • Pedro Bouça

      Urra, meu. Esses paulistas não leram o Valerian no Globinho…

      • Sidney Gusman

        Nada disso. No começo do programa, falamos que a intenção não era falar de tudo.

      • Dyel Dimmestri

        EU LIA!! EU LIA!!!

        • Pedro Bouça

          Outro que viu a luz!

          A superprodução de 200 milhões de euros do Valerian por Luc Besson sai no ano que vem. Aí todo mundo vai conhecer o personagem…

          Uma editora brasileira faria MUITO bem em publicá-lo!

          • Dyel Dimmestri

            Meu primeiro contato com as HQs europeias foi justamente no GLOBINHO,que além do Valerian,publicava também o Lucky Luke, Asterix e o Leão Negro,que,a princípio,pensei que fosse europeu…mas depois fiquei de queixo caído quando descobri que era 100% BRASILEIRO!!!!
            Aqueles Eram Os Dias!!

          • Pedro Bouça

            O Sesi também adquiriu Valérian! O filme de 200 milhões de euros já serviu para alguma coisa…

  • Pedro Bouça

    Opa, um podcast em que eu posso adicionar bastante coisa!

    Os franceses pronunciam Fantasio como “Fantasiô”. O segundo “a” é aberto, não fechado, então a pronúncia em português seria “Fantásio”.

    Sergio Toppi também desenhou pelo menos uma HQ da Julia publicada no Brasil.

    Axa, a Destemida saiu pela Ebal, não pela Abril!

    Um monte das HQs citadas foram traduzidas por mim. Fico até orgulhoso!

    Na parte dos mails um detalhe, a revista dos Carangos e Motocas desenhada pelo John Byrne não era da Gold Key, era da Charlton!

    Por fim, talvez vocês não saibam ainda, mas a Avec Editora, do meu amigo Artur Vecchi está para começar a publicar uma linha europeia, já começam a pintar informações online:
    http://revistaogrito.ne10.uol.com.br/papodequadrinho/2016/01/21/2016-o-que-vem-por-ai-pela-avec-editora/

    • Dimas Mützenberg

      De que se trata essa Storm que aparece nesse rol de publicações? O logo é igual ao que eu conheço, mas a arte é bem diferente rs.

      • Pedro Bouça

        É uma série holandesa que já foi publicada um punhado de vezes no Brasil, mas nunca foi muito longe.
        A edição brasileira mais famosa é a da editora Abril, que durou 10 números.

        • Dimas Mützenberg

          Pois é Pedro. O Storm antigo eu conheço. Até tenho esses 10 números. Não sabia que existia esse material, que como você esclareceu no outro post, se trata de um spin off. Espero que essa publicação aqui venha como prenúncio do material antigo : )

          • Pedro Bouça

            Entendo que é uma espécie de prelúdio da série, então talvez seja essa a ideia.

          • Dimas Mützenberg

            Deus te ouça hehehe.

    • Samir Naliato

      Vc é sempre bem vindo, Hunter! :)

      Mencionamos a Avec também, inclusive colocamos link para as novidades no post desse episódio!

      • Sidney Gusman

        E o Nara cita a Ebal ao falar da Axa, não?

        • Pedro Bouça

          Eu ouvi Abril, pelo menos.

          • Sidney Gusman

            Foi numa fala minha. Foi no corte. Juntamos coisas distintas e não vi. Mas depois o Nara fala certo.

  • Renan Rhapsody

    Ainda não tive tempo de escutar. Mencionaram a nova sensação Lanfeust de Troy?

    • Pedro Bouça

      Mencionaram sim!

      • Marcelo Naranjo

        Resenha de Lanfeust de Troy amanhã (ou no máximo semana que vem) aqui no UHQ.

        • Pedro Bouça

          Está no ar!

  • Pedro Bouça

    Um spin-off da série está programado pela Avec. Com sorte eles publicam a série principal também…

  • Thiago Garcia

    Pessoal da uma olhada que esse episodio ta dando erro no podcast da apple. Abraços.

    • Sidney Gusman

      Sério? Eu baixei sem galho!

    • Se esse problema acontecer novamente, por favor faça um print da tela com o erro e nos mande pra ajudar a achar um possível problema. Nos testes que fizemos, tudo parece normail. Pode ter sido algo momentâneo!

  • Gustavo Campos

    Mais um podcast excelente! Fiquei feliz com a melhora na periodicidade de novos episódios!

    Ah, o seriado Metal Hurlant Chronicles chegou no Netflix há pouco tempo, parece interessante mas ainda não tive tempo de assistir! Alguém recomenda?

    • Pedro Bouça

      Só vi o primeiro episódio e gostei.

  • Rogério Fernandes

    Patrice Pellerin é formidável!! Deixei meus poucos dobrões na França para adquirir a coleção. Coisa fina!

    • Pedro Bouça

      Basta dizer que os outros artistas (tipo o Hermann) usam os desenhos de barcos dele como referência!

  • vários desses personagens de quadrinhos europeus tiveram desenhos animados exibidos no Brasil, Corto Maltese, Spirou e Fantasio (esses dois passaram recentemente na Tv Brasil), Marsupilami, Rahan, Pif et Hercule, Diabolik, Martin Mystère, Blake et Mortimer, Iznogoud, Snorkles, Marspilami,Lucky Luke, além de Tintin, Smurfs e Asterix. O Corto foi recebido pelos franceses por ter tido histórias produzidas exclusivamente para a Pif Gadget.

    • Pedro Bouça

      Alix também passou. A HBO exibiu Tintim, Blake e Mortimer, Corto e Alix enquanto eu morava por aí.

  • Pif foi publicado nos anos 50 pela La Selva e Rahan nos anos 70 pela Abril na revista Contigo, na Argentina, a Abril de lá publicava o Rahan na revista local do Speed Racer, Las Aventuras de Meteoro, El Rey de las pistas, algumas dessas histórias do Speed Racer foram publicadas aqui em 1970, Rahan se encontrou com o Protéo em história desenhada pelo André Chéret, esse personagem chegou a ser publicado aqui pela Abril em Proteus – A Aventura da Ciência, mas só durou cinco edições.

    A série Trigêmeas foi publicada primeiro pela Minami e Cunha e depois pela EBAL, com capas do Monteiro Filho, o autor é Jaume Rumeu Perera, conhecido como Romero, mas confundiram ele com o Enrique Romero, que desenhou Modesty Blaise e Axa.

  • Dimas Mützenberg

    Engrossando o caldo das publicações recentes, saiu a pouco tempo pela Globo (pasmem) dois álbuns de As Diabruras de Quick e Flupke do Hergé. Só tenho o primeiro volume, mas garanto que é muito divertido.

    • Sidney Gusman

      Verdade, Dimas. Esqueci de mencionar!

  • Amalio Damas

    Sidão, se tiver uma passeata para publicar Passageiros do Crepúsculo no Brasil eu tô dentro! Foi o primeiro quadrinho europeu que eu li. Comecei bem!

    • Dimas Mützenberg

      Amálio, o gibi já foi publicado aqui pela Nemo acho que tem uns 2 anos. Acredito que ainda dá pra achar.

      • Pedro Bouça

        Saiu aí Companheiros do Crepúsculo. Falta Passageiros do Vento, do mesmo autor.

        • Sidney Gusman

          O Amalio quis dizer Passageiros do Vento, acho!

  • Wallace Rosa

    Nossa, melhor episódio até agora. Já vou correr atrás de tudo que foi citado.

    Parabéns pelo programa!

    • Sidney Gusman

      Obrigado pela audiência, Wallace.

  • Andreson Melo

    Já tenho um episódio preferido!! :D
    Super feliz pois uma boa parte das Hqs que vocês citaram e indicaram eu já tenho em minha querida coleção.Vocês são espetaculares!
    Abração!

    • Sidney Gusman

      Valeu demais!

  • A. Ecker

    Sidão, faz um tempo li Traço de Giz, muito boa realmente. Entretanto, sobre a viagem no tempo, e aqui recomendo que quem não leu pare por aqui, me parece haver um certo furo no roteiro: não entendi porque Ana foi tão esquiva com Raul, pois se o recado que motivou a espera dela estava assinado por ele. Não me parece ser natural ela agir assim justamente com uma pessoa que possuía o mesmo nome de quem ela aguardava… Achei estranho, mas posso ter não entendido e gostaria de saber o que acha.

    Parabéns pelo site, longa vida ao universohq.

    • Sidney Gusman

      Ecker, o lance é que ela encontra ele em outro momento da sua própria linha temporal! Abraço

  • Allison

    O Cidão me deixou com uma pulga atrás da orelha quanto a Tintim, bem que podia dar uma dica por aqui hein.

    • Wesley

      Também fiquei bastante curioso.
      Bem que o @sidneygusman:disqus poderia dar uma pequena palhinha do que estar por vir.

  • Walt

    Uma pequena correção: em número de visitantes, o maior evento de quadrinhos do mundo é a Comiket no Japão. Tem quase o triplo de público da Comic Con San Diego e o foco quase que exclusivo em quadrinhos independentes.

    • Pedro Bouça

      É uma feira de fanzines, não um evento cultural sobre quadrinhos.

      • Walt

        O podcast falava de tamanho e do foco ser em quadrinhos. Acredito que fanzines são quadrinhos também. Além do mais, a maioria das pessoas traduz dōjinshi de forma equivocada, como fanzine. Na verdade o termo é usado para qualquer publicação independente, de fanfic a obra autoral. E como o custo de produção lá é baixo, as obras independentes tem um acabamento quase igual as obras de grandes editoras (que também participam, é claro). Não são as xerox de baixa qualidade que a gente costuma associar ao termo fanzine no Brasil. Levando pra uma realidade brasileira, seria como dizer que o FIQ é uma feira de fanzines (que no próprio podcast já disseram ser o maior evento de quadrinhos do Brasil, já que a Comic Con é sobre cultura pop no geral).

  • Sidney Gusman

    Feliz de ter ajudado, Alexandre!

  • Rogerio Araujo Ferreira

    Felicissimo por terem concretizado minha sugestão de tema, estava viajando mas vou ouvir hoje com a certeza de que está sensacional e mais feliz ainda por ver a repercussão gigante aqui nos comentários. Chega de só super heróis kkk.

    • Sidney Gusman

      Espero que tenha curtido, Rogerio!

      • Rogerio Araujo Ferreira

        Não só gostei demais como já esperando a parte 2 he he he.

  • Rogerio Araujo Ferreira

    Faltou falar do Blueberry que também não foi publicado na íntegra no Brasil ( isso é pecado agravado por crime ) e também 3 volumes lançados pela via lettera do Ralf Konig, quadrinho alemão na cabeça.

  • Chuchus, como simplesmente não se acha mais esse material por aqui, acho que vale a pena falar: a página em português da Wikipedia sobre Mortadelo e Salaminho tem TODAS as edições brasileiras da Cedibra em PDF para download. Sim, seria muito melhor ter os álbuns, mas como ninguém publica e não se acham mais as edições auto-despaginantes da Cedibra, vale muito a pena para quem quiser conhecer o material. E quem não quiser também. Vá lá e leia, droga, você vai gostar!

  • Baita episódio hein!!! Uma pena tanta coisa boa não ser publicada por aqui! :(

  • Acho inacreditável que Dylan Dog não pegou por aqui. Caramba! Tá na hora de alguém tentar publicar decentemente as histórias do Detetive do Sobrenatural por aqui!

    • Sidney Gusman

      Eu também, Rodrigo. Valeu pela audiência!

      • Sempre às ordens! No próximo eu comento também! :D

  • Um outro desenho de origem europeia que passou despercebido foi aquele Dennis britânico, foi exibido no SBT.

  • Tio_helbert

    Para quem curtiu a série da Opera Erótica teve este lançamento da L&PM que ficou meio batido por aqui
    https://www.amazon.com.br/Erma-Jaguar-Quadrinhos-Alex-Varenne/dp/8525425648?ie=UTF8&*Version*=1&*entries*=0
    Erma Jaguar
    Reune alguns albuns que sairam pela Opera e outros materiais.

  • Pedro Bouça

    A Panini não tem mais os direitos de Blacksad há anos – e não parece interessada em recuperar…

    • Gustavo Gaspar

      Não faz isso, cara!!! É demais para o meu coração…

      • Pedro Bouça

        O melhor é sugerir a outras editoras…

  • Pedro Bouça

    Segundo o site de direitos da Dargaud, o Sesi adquiriu os direitos de Blacksad!